quinta-feira, 31 de maio de 2018



Sucessão. Tasso quer Luiz Pontes e Eduardo Girão para o Senado

Acusado de enterrar a oposição no Ceará, o senador Tasso Jereissati (PSDB), deve anunciar nos próximos dias os nomes de Luiz Pontes e Luiz Eduardo Girão para compor a chapa que disputará o Senado. A chapa majoritária é completada com o general Guilherme Theophilo para o Governo.

Luiz Pontes foi senador na era Tasso e permanece como homem de confiança. Eduardo Girão é empresário, filiado ao Pros e atua na coordenação do “Movida”, um movimento contra as leis que querem flexibilizar o aborto no País. É presidente do Fortaleza Futebol Clube.

Capitão Wagner garante que até a próxima semana, as indicações para as duas vagas ao Senado e a vice do general Theophilo deverão ser definidas. Mas, há uma expectativa de que o líder tucano anuncie os nomes ainda esta semana.

Na noite desta quinta-feira, em Massapê, Tasso recebe título de cidadania. Ao lado de Tasso estarão o general tucano Theophilo, o deputado estadual Capitão Wagner, presidente do Pros, e Luiz Pontes. Na sexta-feira, a caravana faz caminhada no Beco do Cotovelo em Sobral.

Edmilson Leite sem trégua em Caririaçu

Além das tensões recentes na relação política com o grupo rival, o prefeito de Caririaçu, Edmilson Leite (PDT), deve ter mais uma preocupação com o seu desgaste político. Em greve desde o dia 29 de maio, os servidores foram as ruas no dia 30, com destino a Câmara de Vereadores. Cobraram dos parlamentares, o respeito aos diretos adquiridos e um posicionamento favorável os servidores.

As categorias lutam pela progressão salarial prevista em lei municipal (565/2013), do Plano de Cargos Carreiras e Remuneração (PCCR), que prevê reajuste de 2,5% a cada 3 anos. A gestão Edmilson quer repassar o percentual parcelado e não discute o retroativo. O resultado foi paralização geral. Edmilson foi eleito com o discurso de proteção aos servidores e, agora, pode ficar conhecido por não respeitar os mesmo servidores.

MP jogando duro em Nova Olinda

Uma decisão recente do Ministério Público do Estado (MP) em Nova Olinda, contra a ex-vereadora Rita Luna e a ex-secretária de Educação, Vanda Lúcia Sampaio, mostra a intolerância do órgão com casos de corrupção. Na ação de improbidade administrativa, com acusação de enriquecimento ilícito, o promotor Daniel Ferreira pede a devolução de mais de R$ 2,9 milhões. No exercício parlamentar, Rita Luna acumulou cargos de professora e agente administrativo.

Para o MP, devem ser devolvidos os valores recebidos da Câmara, nos anos de 2004 a 2016. Acrescidos de juros, o valor chega a R$ 740 mil; enquanto a secretária, responsabilizada solidariamente, terá que devolver três vezes o valor determinado a ex-vereadora, ou seja, mais de R$ 2,2 milhões. Notificada na época, a secretária se recusou a fazer o desligamento da servidora.

quarta-feira, 30 de maio de 2018


Crise dos combustíveis. Camilo e mais 12 governadores não abrem mão do ICMS

A crise dos combustíveis, que motivou a greve dos caminhoneiros que paralisa o Brasil, parece entrar em uma nova fase. Pressionado pelos manifestantes e sem chegar a uma solução, o presidente Michel Temer começa a pressionar os Estados para baixarem o ICMS sobre os combustíveis para chegar a um acordo com os caminhoneiros.

O governador cearense Camilo Santana (PT) e mais os governadores de Minas, Bahia, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Sergipe, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Goiás, Maranhão, Rondônia e Distrito Federal, decidiram não abrir mão da arrecadação gerada pelo ICMS dos combustíveis. A informação é do jornal O Globo dessa terça-feira, 29.

Os governadores acusam a política de aumentos implementada pela direção da Petrobras, como motivador do descontrole que culminou com a paralisação dos caminhoneiros. Para o site O Antagonista, os governadores não abrem mão do imposto porque precisam dos recursos no ano de eleição e, por isso, empurram o problema para o Governo Federal.

Crise na Igreja. A pedido de padres, bispo do Crato pode ser afastado

A Diocese do Crato, parece fadada ao escândalo. Essa é a avaliação dos católicos mais próximos da Igreja no Cariri. Depois de sucessivos escândalos envolvendo o bispo emérito dom Fernando Panico, agora é a vez do bispo titular dom Gilberto Pastana. Ele enfrenta denúncia feita por um grupo de padres pertencentes a sua Diocese por ter desobedecido uma ordem direta do Vaticano.

Dom Gilberto participou de evento na Loja Maçônica Evolução Nordestina, em Juazeiro do Norte, o que irritou os católicos e gerou a denúncia feita ao Núncio Apostólico no Brasil, que instaurou investigação que pode culminar na intervenção ou substituição do bispo. Dom Gilberto enfrenta ainda outras denúncias como perseguição, desobediência as leis trabalhistas e responsabilidade pela falência da Faculdade Católica.

(Matéria completa no Jornal do Cariri).


Reta final. Campanha em Santana é marcada por troca de acusações

A campanha para a eleição suplementar em Santana do Cariri parece entrar na fase do desespero, com a proximidade do pleito que acontece no próximo domingo, 3 de junho. O ex-governador Cid Gomes (PDT), acusou o candidato Pedro Henrique (MDB) de ser apoiado por corruptos como o ex-deputado federal Eduardo Cunha e o presidente Michel Temer, ambos do MDB.

Em resposta, o grupo oposicionista, liderado pelo candidato Pedro Henrique, lembrou que o próprio Cid é acusado de receber R$ 24 milhões em propina da JBS e continua sendo investigado pela operação Lava Jato por corrupção.


PT FORA. Ainda sobre apoios, o deputado federal José Guimarães, vice-presidente nacional do PT, desautorizou e avalia como mentirosa a divulgação de que o ex-presidente Lula e o governador Camilo Santana (PT) estariam apoiando o candidato do PDT, Vicente Brilhante. Apesar de fazer parte da coligação, a maioria dos petistas já abandonou a campanha, inclusive o deputado Guimarães.


DONO DA CIDADE. O esposo da ex-prefeita Danieli Machado, o senhor Teófilo Machado, gravou áudio anunciando que manda na cidade é que, com sua chegada, tudo iria se resolver. Para a oposição o áudio é uma clara manifestação de tentativa de fraudar a eleição através de compra de votos. O material está sendo entregue ao Ministério Público Eleitoral e a Polícia Federal.

terça-feira, 29 de maio de 2018


Em Caririaçu, a moda é relembrar crise

A aproximação das eleições parece estar mexendo com os ânimos entre as duas forças políticas de Caririaçu, comandadas pelo ex-prefeito João Marcos (MDB) e o atual Edmilson Leite (PDT). Eles entraram confronto público nas redes sociais.

Uma série de denúncias feitas por João Marcos, motivaram a divulgação de uma gravação antiga contra o ex-prefeito. No áudio aparecem membros da administração João Marcos, admitindo uma série de irregularidades cometidas durante a ex-administração.

Fraude em empréstimos consignados, atrasos de salários e favorecimento pessoal, estão entre as denúncias que levaram o ex-prefeito João Marcos ao afastamento. A gravação está nas mãos da justiça e espera decisão definitiva. João Marcos continua negando as acusações.

Eleição. Anderson Palácio ganha adesões em Tarrafas

Decidido a fazer uma boa campanha nas eleições deste ano, o deputado em exercício Anderson Palácio (PDT), continua percorrendo os quatro cantos do Cariri em busca de apoio. No fim de semana, Anderson fechou aliança política com a ex-prefeita de Tarrafas, Teca Lopes, e parte da sua base política no município.

A ex-prefeita foi cassada em 2013 por compra de votos, mas está sendo fortalecida no comando da oposição graças aos constantes desgastes da ex-prefeita Maria Girleuda (PT) e do atual gestor Taiano Cândido (PP). Há denúncias de que na gestão Girleuda quem comandava era o marido, Neto Alcântara, e na gestão Taiano quem manda é o pai, Terto Cândido.

TSE decide se Lula e Bolsonaro podem ser candidatos

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) deve decidir nesta terça-feira, 29, se um cidadão pode ser candidato mesmo respondendo a ação penal na condição de réu. Na corrida presidencial, Lula e Bolsonaro respondem ações penais e podem ter suas candidaturas barradas pelo Tribunal. Lula responde a seis ações penais na primeira instância da Justiça Federal, e o deputado Jair Bolsonaro é alvo de duas ações penais no Supremo Tribunal Federal (STF).

A denúncia foi feita pelo deputado Marcos Rogério (DEM-RO), que se baseou no que diz o Artigo 86 da Constituição, segundo o qual o presidente ficará suspenso de suas funções, “nas infrações penais comuns, se recebida a denúncia ou queixa-crime pelo Supremo Tribunal Federal”, disse. O deputado mencionou ainda julgamento do STF no qual ficou decidido pelo plenário, em fevereiro de 2017, que réus na linha sucessória da Presidência da República estão impedidos de substituir o presidente.

Diocese do Crato acusada de desaparecer com R$ 3,2 milhões de loteamento

A Diocese do Crato está sendo acusada de sacar ilegalmente cerca de R$ 3,2 milhões de uma conta destinada a receber valores referentes aos contratos do Loteamento Vila Real II, em Juazeiro do Norte. O empreendimento está sob judice e espera por decisão do Superior Tribunal de Justiça (STJ).

A denúncia está sendo formulada pela empresa “FP Construções e Empreendimentos Imobiliários Ltda” proprietária do loteamento, que enfrenta processo em que a Diocese questiona a aquisição da área negociada pela Matriz de Nossa Senhora das Dores em 1998.

A empresa ingressará com ação questionando a legalidade dos saques, antes de uma decisão definitiva da justiça. Segundo a denúncia, os saques teriam sido autorizados pelo bispo emérito do Crato, Dom Fernando Panico, quando ocupava o comando da Igreja no Cariri. A ação será direcionada a Diocese do Crato, hoje, sob o comando do bispo Dom Gilberto Pastana.

O assessor jurídico da FP Empreendimentos, Carlos Milfont, a ilegalidade tem início com a contratação de uma empresa, a “Nogueira Empreendimentos Imobiliários Ltda”, para receber valores dos contratos. “Não existe amparo jurídico, nem decisão judicial dando poder para que a Diocese tomasse a decisão,” disse.

A Diocese foi procurada para falar sobre o caso, mas preferiu se manter em silêncio. Mas o problema para o bispo Gilberto Pastana pode ficar ainda maior. A informação é que a empresa Nogueira Empreendimentos Imobiliários encerrou sua atuação no mercado imobiliário com o fechamento do escritório em Juazeiro do Norte. O proprietário da empresa, Antônio Nogueira, não foi encontrado para falar sobre o caso.

Processo em andamento

A justiça analisa, desde 2012, o questionamento da Diocese do Crato sobre a legalidade na venda da área do loteamento Vila Real II, localizado no bairro São José, em Juazeiro do Norte. A área, pertenceu à herança do Padre Cícero Romão Batista, e foi comprada no ano de 1998 com a anuência do Monsenhor Murilo de Sá Barreto; na época responsável legal pela Matriz de Nossa Senhora das Dores.

(Fonte: Jornal do Cariri).


Eleição. Divisão nas bases incomoda Lielson e Hellosman

A divisão política em Milagres, para as eleições deste ano, desagrada oposição e situação. Tanto o prefeito Lielson Landim (PDT) quanto o seu antecessor, Hellosman Sampaio (PMDB), estão preocupados com a divisão nas suas bases. No dia 25, os vereadores Beto Mitrado (PMDB) e Ubelardo Moura (PSDB) mostraram com quem estarão nas eleições deste ano. Beto recebeu e organizou uma agenda para o deputado estadual Audic Mota no município.

Na agenda estava o almoço com lideranças, a entrega de ambulância e o ponta-pé inicial para o campeonato de futsal do Município. Até o prefeito acabou se curvando ao deputado, candidato à reeleição. Tanto prestígio chamou a atenção de correligionários do prefeito Lielson, que defendem a candidatura de Guilherme Landim, e de Hellosman, que defendem a reeleição de Daniel Oliveira para a Assembleia. Durma-se com esse barulho.

Altaneira. Ex-presidenta da Câmara na mira do TCE

Mesmo depois de deixar a presidência da Câmara de Altaneira, a vereadora Lélia Sousa continua no foco. No dia 21, o Tribunal de Contas do Estado (TCE) condenou duas contratações temporárias autorizadas por Lélia em 2014. A então presidente da Mesa Diretora contratou as servidoras sem a existência de uma lei municipal que justificasse o ato.

Na denúncia encaminhada ao TCE, a única motivação da presidência da Casa na época foi a vontade de fazer uso da máquina pública para obter ganhos políticos. O resultado é que o TCE enviou ofício exigindo a imediata demissão das servidoras, caso ainda estejam ocupando as funções.

Caso o atual presidente da Câmara, vereador Antônio Leite, não proceda segundo a orientação, deverá sofrer as mesmas sanções. A ex-presidente pode apresentar defesa. Se for rejeitada, se tornará ficha suja.

segunda-feira, 28 de maio de 2018


Santana do Cariri. Desgastes de Cid e Danieli afetam campanha do PDT

A apatia da campanha do PDT em Santana do Cariri começa a preocupar os líderes do partido. Rodeada de apoiadores investigados por corrupção, a campanha do ex-vereador Vicente Brilhante que, também, é ficha suja, não dá sinais de que vai decolar. No sábado, 26, uma caminhada com o ex-governador Cid Gomes, acabou piorando ainda mais a situação.

Os desgastes de Cid, que enfrenta denúncia por ter recebido propina de R$ 20 milhões da JBS, somados aos prefeita cassada, Danieli Machado, que terá que devolver mais de R$ 1 milhão à Funasa, não atraiu mais de 200 pessoas para o evento político.

Além disso, Vicente Brilhante teve parecer pelo indeferimento da sua candidatura, emitido pelo Ministério Público Eleitoral. O parecer será analisado pela Justiça Eleitoral e o PDT pode ficar sem candidato às vésperas da eleição, que acontece no dia 3 de junho.

(Matéria completa no Jornal do Cariri).

Movimento Lula livre no Cariri

O deputado federal José Guimarães (PT) comandou, no domingo em Juazeiro, o movimento Lula Livre. Ao lado de militantes petistas e lideranças locais, Guimarães defendeu a candidatura de Lula à presidência. Antes de vir ao Cariri, no sábado, Guimarães comandou o mesmo movimento em Fortaleza.

Para os petistas, eleição sem Lula é golpe. Mas o ex-presidente continua preso e sem qualquer expectativa de disputa. Essa mobilização do PT, tendo à frente Guimarães, desagrada aos irmãos Ciro e Cid Gomes, como também o governador Camilo Santana.

Festa do Pau. Camilo ausente, Fernando fez as honras

O governador Camilo Santana preferiu não ficar lado a lado com seus opositores e decidiu por não participar da abertura da Festa de Santo Antônio em sua terra, a cidade de Barbalha. Pelo menos, no primeiro dia, durante a tradicional missa em ação de graças e o cortejo do Pau da Bandeira, quem representou Camilo foi ex-adjunto do Gabinete e homem de confiança, Fernando Santana.

Logo após a passagem do Pau pelas ruas da cidade, ponto alto da festa, Fernando reuniu lideranças políticas de todo o Cariri para uma conversa em sua residência. Fez as honras da casa, mas evitou falar de política. Disse que o momento era para um bate-papo e confraternização. De deputados a presidentes de Câmaras, passando por prefeitos, ex-prefeitos e vereadores, fizeram parte do encontro. Camilo foi bem representado.

Barbalha. Festa do Pau da Bandeira reúne populares e políticos

Ponto alto da Festa de Santo Antônio de Barbalha, a Festa do Pau da Bandeira é conhecida por reunir políticos e uma verdadeira multidão de foliões em busca de diversão. O domingo, 27, foi marcado pela organização, alegria e muita fé dos mais de 150 mil devotos do santo que se espalharam pela rua do Video à espera do cortejo que já acontece a 90 anos.

Para os políticos, um dos momentos mais esperados é a missa de abertura do evento que aconteceu no domingo pela manhã na Igreja Matriz de Santo Antônio. As fileiras da frente foram disputadas pelas forças políticas que dividem a cidade de Barbalha e o estado do Ceará.

DE UM LADO, o deputado federal José Guimarães, o pré-candidato a deputado estadual Fernando Santana, representando o governador Camilo Santana, e o presidente da Câmara local, Everton Siqueira, receberam o reforço do prefeito de Juazeiro do Norte, Arnon Bezerra, e do ex-deputado federal Manoel Salviano.

DO OUTRO LADO, o prefeito Argemiro Sampaio e o ex-deputado federal Rommel Feijó, pousaram ao lado do senador Tasso Jereissati e do pré-candidato ao Governo pela oposição, General Theófilo Cals. O constrangimento ficou aparente.

MUITO FESTEJADO, durante a festa do Pau da Bandeira, Fernando Santana, ficou surpreso com as manifestações e teve uma certeza animadora: terá o apoio da população da sua terra, Barbalha. A surpresa entre os políticos de fora acabou sendo o vice-prefeito de Maracanaú, Roberto Pessoa. Ele tirou centenas de selfies e não cansou de ouvir elogios sobre a sua postura de seriedade na oposição de verdade aos Ferreiras Gomes.

QUEM BRILHOU, também, em Barbalha foi o ex-prefeito de Juazeiro do Norte, Raimundo Macedo. Muito cumprimentado, Raimundão ficou pelas ruas até o fim da Festa do Pau. Mesmo à trabalho com a transmissão da festa para seu site, O Miséria, Normando Sóracles, pré-candidato a deputado federal, foi outro que arrancou muitos cumprimentos dos populares. No mesmo ritmo, o prefeito de Juazeiro, Arnon Bezerra, apresentou seu, Pedro Augusto, para os eleitores do Cariri.

sexta-feira, 25 de maio de 2018


Fim da greve, Governo esqueceu avisar os caminhoneiros

Parece inusitado, mas o Governo deve ter esquecido de avisar os caminhoneiros sobre o fim da greve. Depois de vários anúncios sobre o fim da greve dos caminhoneiros feitos, simultaneamente, por esferas do Governo, além do próprio presidente Michel Temer, o pais amanheceu sob a tensão do desabastecimento.

Em todas regiões do país, os caminhoneiros ainda fecham rodovias, causando paralisação em setores essenciais. Aeroportos continuam anunciado cancelamentos de voos, postos de combustíveis estão fechando por falta do produto, fabricas paralisam produção e o pais ruma na direção do caos.

Para oposição, liderada pelo PT, a greve marca o fim do Governo Temer. Em nota o partido enumera razões que levaram a situação. Entre elas a entrega da estatal ao capital estrangeiro.

Gogó de Ciro vale R$ 30 mil por mês

O presidenciável Ciro Gomes é um político que pode ser considerado como gogó de ouro. O seu partido, o PDT, desembolsa todo mês um salário de R$ 30 mil para que o presidenciável represente a sigla em debates e entrevistas. Se levarmos em consideração as pérolas faladas por Ciro, a dúvida é se o marketing pretendido pelo partido dá resultado positivo ou negativo.

Certo mesmo é que Ciro, mesmo não ocupando nenhum cargo público, continua vivendo da político ao contrário do que afirmou a cerca de 1 ano, quando disse que vivia do direito, trabalhando como advogado em seu escritório. Na verdade é um político profissional e é pago para falar. O pagamento é feito com a verba do fundo partidário recebido pelo partido.

(Com informações da coluna Brasília- Ceará, do jornalista Donizete Arruda).

quinta-feira, 24 de maio de 2018


Marina atira: Lula deve ficar na cadeia

Se Marina Silva pretendia herdar os votos do ex-presidente Lula na corrida ao Planalto, pode esquecer. A pré-candidata da Rede a Presidência da República, disse não concordar que Lula seja apresentado como candidato nas eleições de outubro alegando a necessidade de respeitar a lei da Ficha Limpa. Para Marina, Lula deve permanecer na cadeia.

A pré-candidato avalia que a lei deveria ser cumprida. “Em uma democracia, não se pode mudar lei em função de uma pessoa", disse. Lula, que mesmo preso na Polícia Federal em Curitiba, lidera todas as pesquisas de intenção de voto e deverá ser apresentado como o pré-candidato do PT à Presidência no próximo dia 27, domingo.

PT x PDT. Guimarães pressiona Camilo com candidatura de Luizianne ao Governo

As tensões com relação a sucessão ao Planalto começam a interferir nas articulações entre PT e PDT no estado. O PT tem repetido que sua prioridade é a candidatura do ex-presidente Lula e o deputado federal José Guimarães, vice-presidente nacional da sigla já avisou: Camilo terá que votar em Lula e esquecer Ciro Gomes, pré-candidato pelo PDT.

Segundo informações do site Ceará News 7, Guimarães estaria “chantageando o governador com a ameaça de lançar a deputada federal Luizianne Lins” para a disputa ao Governo do Estado. O site avalia que a posição de Guimarães favorece aos irmão Cid e Ciro Gomes, que estariam pretendendo romper com o PT.

A pressão teria o aval da presidente nacional do PT, senadora Gleisi Hoffmann. Ela estaria incomodada com as declarações de apoio de Camilo à Ciro rumo ao Planalto. Apesar de não ter aceitado a pressão, em reunião com Guimarães e Luizianne, o governador Camilo garantiu que Lula sempre foi seu candidato, caso esteja livre.

Solidariedade não ganhará nada com adesão de Genecias à Camilo

Nada como uma eleição sem concorrência para acabar com as negociações e o loteamento de cargos. Sem disputa aparente, a base política do Governador Camilo Santana tem jogado duro com os adesista de plantão. O último deles, o deputado federal Genecias Noronha, vai apoiar o candidato do Abolição sem receber nada em troca.

Em conversa com articuladores do Governo, Genecias discutiu a possibilidade do seu partido, o Solidariedade, assumir uma secretaria ou disputar a presidência da Assembleia Legislativa com apoio do Governo. Teve como resposta um fragoroso “não”.

Genecias ouviu que sua adesão deveria ser política é que os cargos eram de indicação pessoal do governador e não estavam em negociação. O resultado é que Genecias fica mesmo assim. Quer garantir ao menos palanque para se reeleger à Câmara Federal e a mulher à Assembleia.

(Com informações da coluna Brasília-Ceará, jornalista Donizete Arruda).

PT do Ceará prepara lançamento de Lula presidente

Com a situação aparentemente resolvida no Ceará, a direção estadual do PT, parece mais preocupada com a viabilização da pré-candidatura de Lula ao Planalto. A ideia colocar por terra qualquer debate sobre um plano B para as eleições deste ano. Entre as discussões, o lançamento de um vice para percorrer o Brasil enquanto Lula estiver preso.

Nessa quarta-feira, 23, uma comissão do PT cearense se reuniu para discutir o lançamento no estado. No dia 27, domingo, haverá um lançamento nacional com atividades em todos os estados. Internamente, a discussão é sobre uma aliança com o PDT de Ciro Gomes. O governador Camilo Santana é o maior defensor da tese.

quarta-feira, 23 de maio de 2018



Ânimos bem acirrados na Câmara de Barbalha

Os vereadores de Barbalha têm conseguido chamar a atenção pelo acirramento entre as bancadas de oposição e situação. A votação que derrubou o projeto de doação do prédio da antiga Secretaria de Ação Social para a instalação do Sesc foi a gota d’água para agravar a relação beligerante entre eles.

E o maior temor na cidade é o rumo perigoso que a Câmara parece estar tomando. Recentemente, a veiculação de uma placa de outdoor, com as fotos dos vereadores que votaram contra a doação, foi literalmente arrancada. Depois de rasgar o cartaz, o grupo de vereadores foi à empresa de comunicação responsável pela placa e ameaçou o proprietário.

A empresa desistiu de colar outras duas placas que estavam programadas. A atitude gerou a revolta dos contratantes, que reclamam de cerceamento à liberdade de expressão e prometem levar o caso ao Ministério Público.

(Coluna Rebate, Jornal do Cariri).

Em ritmo de eleição, Normando consegue adesões importantes

O radialista e empresário Normando Sóracles (PSD) tem surpreendido nas articulações para se consolidar na disputa por uma vaga à Câmara Federal. Recentemente, Conseguiu o apoio do médico Fabiano Alves, jovem liderança em Caririaçu e Granjeiro. Silencioso, Normando, tem conseguido ampliar sua atuação por todo Cariri.

Outro apoio considerável de Normando veio do ex-vereador juazeirense Cláudio Luz. Fechado com a proposta do ex-colega de Câmara, Cláudio abriu mão dos candidatos do PT, seu partido. A adesão de Cláudio Luz à Normando teve uma enorme repercussão em Juazeiro, onde o ex-parlamentar tem ainda muita credibilidade.

(Com informações da Coluna Rebate, Jornal do Cariri).

Contas desaprovadas. Danieli terá que devolver R$ 1 milhão à União

A prefeita cassada de Santana do Cariri, Danieli Machado (PDT), parece ter o dom para motivar notícias ruins. Desta vez, a ex-gestora terá que devolver uma quantia superior a R$ 1 milhão (R$ 1.170.756,11) para a Fundação Nacional de Saúde (Funasa). O oficio foi encaminhado à Prefeitura de Santana do Cariri no dia 14, pela Superintendência do órgão no Ceará.

Danieli teve as prestações de contas relativas a convênio (TC/PZC 0249/2009), para construção de um Sistema de Abastecimento de Água, desaprovados em parecer técnica e financeiro do órgão (nº 52/2018). A prefeita cassada tem um prazo de 30 dias para fazer o ressarcimento aos cofres da União, sob pena do município ficar inadimplente e ter processo encaminhado à Procuradoria Geral Federal.

DE MAL A PIOR. E os constantes escândalos causados pela gestão de Danieli, continuam causando fissuras na relação, já conturbada, com o candidato do PDT no município, o ex-vereador Vicente Brilhante. Na noite de terça-feira, 21, o cancelamento de uma caminhada, motivada pela pouca adesão popular, acabou causando uma discussão entre Danieli e Vicente.

O candidato pedetista quer o distanciamento da prefeita cassada por avaliar que sua presença prejudica a campanha. Danieli e família, pensam diferente e, na discussão, voltaram a dizer quem é, realmente, que manda. Vicente ameaçou deixar a campanha.

Na Câmara de Juazeiro, projeto quer punir vereadores faltosos

As constantes ausências de vereadores durante as sessões ordinárias da Câmara de Juazeiro do Norte, começam a incomodar os próprios parlamentares. Dois projetos de autoria dos vereadores Demontier Agra (PPL), Gledson Bezerra (PMN) e Jaqueline Gouveia (PRB), deram entrada na Casa durante a sessão dessa terça-feira, 21.

O projeto apresentado por Demontier quer transferir a sessão não realizada por falta de quórum para o dia seguinte. As sessões ocorrem nas terças e quintas-feiras. Já o projeto proposto por Gledson e Jaqueline prevê uma redução no número mínimo de 11 para 7 parlamentares no plenário para que a sessão seja aberta.

O projeto levantou polêmica. A vereadora Rita Monteiro (PDT), a discussão nem deveria ter chegado ao Plenário da Câmara. Rita avalia que cada vereador sabe da sua responsabilidade quando são eleitos pela população.

Os projetos pedem a mudança no Regimento Interno da Câmara e, por isso, devem passar, além das comissões, por duas votações na Casa.

Em rompimento à vista, Eunício diz que não vai votar em Meirelles

Em entrevista ao Jornal O Estado de S. Paulo, o presidente do Congresso, Eunício Oliveira, declarou rompimento com o presidente Michel Temer. Eunício se nega a votar em Henrique Meirelles e sinaliza voto em Ciro Gomes. Apesar do enfrentamento, Eunício garante que não deixa o MDB.

Momentos antes da entrevista de Eunício, o presidente Temer oficializava a pré-candidatura do ex-ministro da Fazenda Henrique Meirelles ao Planalto. O curioso é que o anúncio aconteceu durante o lançamento do programa “Encontro com o Futuro”. Temer acredita que Meirelles unirá o partido em torno de uma candidatura própria. A resposta foi imediata.

Ainda na terça-feira, Eunício e Rodrigo Maia, presidente da Câmara dos Deputados, uniram forças contra o Governo Temer para barrar as altas de combustíveis. Pressionada, a equipe econômica do Planalto decidiu zerar a Cide (Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico) cobrada nos combustíveis.

Ciro dispara contra MP: querem governar no lugar de todo mundo

Fiel ao estilo polêmico, o presidenciável Ciro Gomes (PDT) direcionou críticas ao Ministério Púbico e a Justiça. Ciro chamou a atuação de "invasão absolutamente intolerável", por querer governar no lugar do Poder Executivo. "O Ministério Público quer governar no lugar de todo mundo". "O Judiciário quer governar no lugar de todo mundo," disse.

Na avaliação de Ciro, o Congresso Nacional, o Poder federal e a autoridade política estão desmoralizados. “Há uma invasão absolutamente intolerável, que tem de ser posto fim a ela, de atribuições democráticas por Poderes que não são votados", afirmou.

As afirmações aconteceram, nessa terça-feira, 22, durante a 21ª Marcha a Brasília em defesa dos municípios, conhecida como a "Marcha dos prefeitos", em Brasília. O evento é realizado pela Confederação Nacional dos Municípios e reúne centenas de chefes de Executivos e secretários municipais.

terça-feira, 22 de maio de 2018


Sem falar de politica, Camilo entrega e visita obras no Crajubar

O governador Camilo Santana (PT), esteve no Crajubar nessa segunda-feira, 21, para entregar e visitar obras do seu governo em Crato e Juazeiro do Norte. Durante as solenidades e visitas, o governador evitou falar sobre política ou alianças eleitorais. Além de agradecer aos presentes, Camilo ressaltou a parceria entre o Governo do Estado e os municípios caririenses.

A tarefa do discurso político durante a agenda, acabou a cargo do deputado federal José Guimarães (PT). Sobre as disputas de 2018, o deputado petista disse que foi realizado uma reunião da cúpula do partido onde ficou definido três prioridades: a reeleição de Camilo, a eleição do ex-presidente Lula e a chapa de deputados estaduais e federais. Apesar das últimas tensões com relação a vaga de senador, Guimarães não colocou a disputa como prioridade.

Pela manhã, o governador entregou as obras do Shopping Popular, antigo Camelódromo da cidade. A reforma custou R$ 1,8 milhões e deve beneficiar 179 comerciantes populares que ocuparão o espaço dotado de lojas e praça de alimentação.

Ainda no Crato, Camilo aproveitou para visitar as obras do Parque Pedro Felício Cavalcanti. O parque deve abrigar a Expocrato e custará aos cofres públicos cerca de R$ 35 milhões. Segundo Camilo, a obra tem previsão de inauguração para o próximo dia 6 de junho.

No período da tarde, Camilo esteve em Juazeiro do Norte para entregar o Centro Cearense de Idiomas. Durante a entrega, o prefeito Arnon Bezerra disse que a entregas das obras é uma demonstração de apreço que o governador tem com a região do Cariri.

Além dos prefeitos de Crato e Juazeiro, Camilo esteve acompanhado de vereadores, gestores de outros municípios do Cariri, deputados estaduais e federais e outras lideranças locais.

(Jornal do Cariri).

Projeto de Arnon muda lei que favorecia cartel dos combustíveis

Acusados de formação de cartel e protegidos por uma lei municipal, os donos de postos de combustíveis de Juazeiro do Norte, tiveram um duro golpe no dia 15. Uma mensagem do prefeito Arnon Bezerra (PTB), que suprimiu o artigo 10 da lei 3.399, de dezembro de 2018, foi aprovada por nove a seis.

Para a maioria dos vereadores da Câmara, a mensagem corrigiu uma falha de legislaturas passadas, que teriam agido para prejudicar o “Atacadão” protegendo os comerciantes de combustíveis locais. Os donos de postos de Juazeiro têm sido suspeitos de uma possível formação de Cartel.

O caso foi denunciado pela vereadora Rita Monteiro que pede uma investigação rigorosa por parte do Ministério Público do Estado, Decon e Procon. A Câmara estuda uma data para a realização de Audiência Pública sobre o assunto.

(Matéria completa no Jornal do Cariri).

Na Câmara de Juazeiro, disputa interna ameaça racha na base aliada

Sem adversário aparente para a disputa da Mesa Diretora da Câmara de Juazeiro do Norte, a base do prefeito Arnon Bezerra está dividida. O motivo do confronto é a vaga de vice na chapa do vereador Darlan Lobo. Com a insustentabilidade política do vereador Capitão Vieira Neto, que tenta ser indicado, nomes como o vereador Cicinho Cabeleireiro se propõe a ser uma opção.

O líder do prefeito na Casa, Adalto Araújo, avalia que os candidatos estão sendo lançados para conturbar o processo, que na sua avaliação está difícil. Darlan, amplo favorito para ocupar a presidência, defende a viabilidade da alternativa Vieira Neto. Seu maior temor é insistir nele e provocar uma rachadura em seu grupo, que hoje abrange 16 vereadores, pondo em risco sua própria eleição.

Arnon não quer e nem vai se meter

O prefeito Arnon Bezerra avisou ao candidato Darlan e a outros vereadores que não irá se envolver no processo sucessório da Câmara. O ambiente está muito tenso. Já houve até uma discussão acirrada entre Arnon e Darlan, num restaurante de Juazeiro.

Os dois foram contidos durante o bate-boca e as arestas aparadas. No entanto, essa discussão chocou vereadores que estavam presentes, a ponto de alguns deixarem o recinto. Apesar do nível usado pelo candidato a presidente, Darlan disse não existir qualquer possibilidade de um rompimento com o prefeito. Ele garante continuar aliado de Arnon.

Convencido que fez bobagem, Darlan alega que tudo não passou de um tensionamento político. Se recusando a falar sobre o incidente, Arnon mantém o mantra: deixará o Poder Legislativo eleger seu comando.

(Coluna Rebate, Jornal do Cariri).

Em Santana, MP investiga licença de luxo de Danieli

A pressão pelo distanciamento da prefeita cassada Danieli Machado, da campanha de Santana do Cariri, só aumenta. E os pedidos para que Danieli fique longe tem razão de ser, já que a lista de escândalos da ex-gestora tende a aumentar. O Ministério Público do Estado (MP) investiga o uso indevido de recursos públicos durante licença, para tratamento de saúde, da então prefeita.

Mesmo licenciada, Danieli continuou usando um carro de luxo alugado para quem estivesse no exercício do cargo. O uso do veículo, que custava cerca de R$ 12 mil mensal, foi denunciado ao MP. Uma ação de busca e apreensão acabou recuperando o veículo e, agora, os promotores investigam os valores pagos pelo aluguel do carro, uma Toyota Hilux SW4.

Há indícios de superfaturamento no contrato de locação e Danieli pode ter que devolver o dinheiro da locação.

Assaré. O inferno astral do prefeito Evanderto

A vida pública não anda nada fácil para o prefeito de Assaré, Evanderto Almeida (PSD). Depois de decisão da Justiça Eleitoral local pelo afastamento e estar governando sobre a pressão de afastamento definitivo pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE), agora o prefeito é acusado de agressão física.

Um senhor de 74 anos, conhecido como Chico Pinel, registrou Boletim de Ocorrência (BO) na Delegacia do Crato, contra Evanderto no dia 19, sábado, mesmo dia da suposta agressão. Chico fez exame de corpo de delito no IML do Cariri.

Chico Pinel e Evanderto são adversários políticos e as agressões já seriam uma constante. Segundo o homem agredido, já teve seu veículo quebrado diversas vezes durante as campanhas eleitorais na cidade e seus familiares viveriam sob ameaças de Evanderto. O prefeito não se manifestou sobre as acusações, mas, com certeza, terá muito a explicar.

segunda-feira, 21 de maio de 2018


Sobre precatórios, TCE quer saber dos pagamentos de assessoria jurídica

As discussões envolvendo os precatórios do antigo Fundef, devem entrar definitivamente na pauta do Tribunal de Contas do Estado (TCE).

Cansados de emitir medidas cautelares cancelando processos licitatórios envolvendo contratação de assessoria jurídica para a recuperação dos precatórios, o Pleno do TCE decidiu pelo envio ofícios a todos os municípios solicitando informações sobre as contratações feitas pelas prefeituras. Há indícios de irregularidades na contratação dos escritórios.

A partir do último dia 15, os gestores têm 15 dias para manifestação. No Cariri, os processos de recuperação dos créditos feitos pelas prefeituras enfrentam resistência de servidores da educação em, pelo menos, três municípios. Além de Juazeiro do Norte, Altaneira e Araripe sofrem ameaças de greve. Em Altaneira, a assessoria jurídica já foi paga.

De volta ao ninho, Domingos Neto anuncia apoio à Camilo

Se depender do arco de alianças, podemos dizer que a reeleição do governador Camilo Santana (PT) parece mais próxima a cada dia. Nesta segunda-feira, 21, o deputado federal Domingos Neto, líder do PSD na Câmara e no Ceará, declarou apoio à reeleição do governador Camilo.

O anúncio foi feito ao “líder” da oposição no estado, o senador Tasso Jereissati (PSDB) e ao vice-prefeito de Maracanaú, Roberto Pessoa. Depois da debandada de Domingos Neto e Genecias Noronha (SD), restam apenas Tasso, Roberto Pessoa e Capitão Wagner nas trincheiras da oposição.

POLITICA DINÂMICA. Nunca a política foi tão dinâmica quanto na volta de Domingos Neto ao ninho dos irmãos Ferreira Gomes. A tensão política entre as famílias chegou ao ponto de levar a extinção o Tribunal de Contas dos Municípios (TCM). Nada como a possibilidade de perder o poder para incentivar a volta de velhas amizades.

QUE PALANQUE. Tasso, Roberto e Wagner estão convencidos que a pré-candidatura do “bem conhecido” General Theofilo Cals ao Governo do Estado é a melhor escolha e, ainda, sonham em compor um palanque forte para defender o nome de Geraldo Alckmin ao Planalto, com 6% nas últimas pesquisas de intensão de votos.

Crise. Eunício ameaça romper com Temer

O jogo político entre as lideranças de Brasília parece estar em desfavor do presidente Michel Temer. Seu principal aliado e colega de partido, o senador Eunício Oliveira, presidente do Congresso, ameaçou romper com seu governo, caso insista em pautar a Reforma da Previdência e permanecer com a política de aumentos dos combustíveis.

Temer tinha enviado a reforma para ser pautada em junho deste ano e Eunício recusou a pauta. Sobre a reforma, Eunício que ela deve ser discutida apenas em 2019, quando houver legitimidade e tempo para fazer a discussão. Já sobre os aumentos abusivos, Eunício deu ultimato é preciso parar pois a população não aguentará.

Durante a conversa, Eunício demonstrou indignação contra as práticas do ministro das Minas e Energia, Moreira Franco, que tem autorizado os aumentos dos combustíveis. Eunício chegou a denunciar que a decisão foi feita para que o Orçamento da Petrobras desse lucro para agradar aos acionistas da Empresa.