sexta-feira, 23 de fevereiro de 2018

Fim da disputa. Gorete vence Roberto Pessoa e PR sai da oposição

O Partido da República (PR) deve abandonar a oposição e apoiar a reeleição do governador Camilo Santana (PT). A decisão deve ser anunciada pela deputada federal Gorete Pereira que venceu a disputa contra o vice-prefeito de Maracanaú, Roberto Pessoa, pelo comando do partido no Ceará. Roberto Pessoa, um dos líderes da oposição, e seus liderados devem se filiar a outra legenda.

A decisão de colocar Gorete na direção do partido é da direção nacional da sigla. Para tentar reverter a situação, o deputado estadual Capitão Wagner foi à Brasília tentar convencer a direção nacional, da importância de se manter na oposição, mas sequer foi recebido pela cúpula do partido. Wagner deixou a legenda e está filiado ao Pros.

Questionado sobre qual será o caminho a ser tomado, Roberto Pessoa informou que não dá para ser correligionário de Gorete em um partido aliado da gestão Camilo Santana.

Tensão. André condiciona candidatura de Ciro a sua indicação à disputa ao Senado

Fortalecido internamente no PDT, o deputado federal André Figueiredo, em conversa com aliados condicionou a candidatura do ex-ministro Ciro Gomes ao Planalto a indicação do seu nome para a disputa ao Senado. A condição tenciona a aliança PT, PDT e MDB. As duas vagas estariam definidas para os nomes de Cid Gomes e Eunício Oliveira.

O presidente nacional do partido, Carlos Lupi, estaria tendencioso a fechar com André e impor a condição à Ciro. A conversa deve acontecer nos próximos dias. Além de André, o PT reivindica a vaga ao Senado. O nome a ser apontado pelos petista é o do deputado federal José Guimarães.
Imagem. A foto foi capa do jornal a Folha de S. Paulo no dia 21 deste mês. O flagrante foi pego pelo fotógrafo Leo Correa da Associated Press, mostra a ação do Exército na Penha, Zona Norte do Rio de Janeiro, revistando as mochilas de crianças no caminho da escola.

Rota 12. Lideranças do PDT definem agenda de Ciro no Cariri

Longe da crise que abala a cúpula pedetista, sobre a sucessão estadual, os dirigentes do partido no Cariri se reuniram no dia 21, quarta-feira, para organizar o evento “Rota 12” na região. Lideranças como os presidentes municipais, Geraldo Sinésio (Barbalha) e Roberto Sampaio (Juazeiro), Dr. Leitão Moura, representando o Crato, além de Gilmar Bender e as vereadoras juazeirenses Rita Monteiro e Auricélia Bezerra estiveram presentes ao encontro. Na reunião, ficou definido a data de 1º de março para vinda de Ciro Gomes aos municípios de Caririaçu, à tarde e Crato no período da noite. Em Juazeiro o presidenciável faz uma visita ao Horto do Padre Cícero.

quinta-feira, 22 de fevereiro de 2018


Articulação. Prefeitos do Ceará agradem Eunício por crédito de R$ 2 bilhões

Satisfeitos com a aprovação do crédito de R$ 2 bilhões para os municípios brasileiros, cerca de 40 prefeitos do Ceará participaram de almoço com o presidente do Congresso, senador Eunício Oliveira (MDB), para agradecer a articulação. O encontro que aconteceu nessa quarta-feira, 21, em Brasília, teve as presenças dos prefeitos caririenses Zé Ailton Brasil (Crato), Mano Morais (Mauriti), Diego Feitosa (Missão Velha), Lielson Landim (Milagres) e Agábio Sampaio (Penaforte).

Os gestores aproveitaram o encontro com Eunício para discutir uma saúde financeira para as prefeituras cearenses. Durante a conversa, os prefeitos solicitaram a mobilização do senador, junto à equipe econômica do Governo Michel Temer, para a regulamentação da Emenda Constitucional 99/17, já aprovada pelo Congresso. A emenda define novo prazo para estados e municípios quitarem precatórios. Eunício prometeu empenho na pauta.

Em Fortaleza, Anderson Palácio articula para quatro municípios do Cariri

O suplente de deputado estadual, Anderson Palácio (PDT), aparece fortalecido no cenário político deste ano. Depois da campanha de 2014, quando surpreendeu pela boa votação, sem apoio, neste ano a realidade promete ser bem diferente. Com bom transito no Governo do Estado, tem usado o prestigio para beneficiar alguns municípios do Cariri.

Na quarta-feira, 21, Anderson esteve no Palácio da Abolição, em Fortaleza, onde se reuniu com o governador Camilo Santana (PT). Na pauta, ações para os municípios de Assaré, Altaneira, Nova Olinda e Campos Sales. Demandas como a estrada que liga Altaneira e Assaré deve ter ordem de serviço assinada no dia 5 de março, durante a festa de aniversário do poeta Patativa do Assaré.

Anderson esteve acompanhado do prefeito de Assaré, Evanderto Almeida, que deve apoiá-lo na eleição deste ano. O pré-candidato a deputado estadual conversa ainda com os prefeitos Moésio Loiola (Campos Sales) e Afonso Sampaio (Nova Olinda), além de articular com os ex-prefeitos Gidalberto Pinheiro (Missão Velha), Dorival e Ricardo Arrais (Altaneira). Além de Assaré, Anderson conta com o apoio do prefeito de Pacoti, José Sampaio, conhecido como Kiko.

Direto ao Ponto. Ciro consulta Haddad, mas fecha vice com Marina

O presidenciável Ciro Gomes (PDT) saiu em busca de um nome para compor sua chapa como candidato a vice-presidente. Ciro quer fortalecer sua posição na corrida eleitoral afastando comentários de que poderia não ser candidato. Ciro procurou o ex-prefeito de São Paulo, Fernando Haddad (PT) e os dois jantaram nessa terça-feira, 21. Ciro e Haddad conversaram sobre vários assunto, entre eles, coligação PDT/PT e a candidatura de Jair Bolsonaro. Em ambos os temas, nada de consenso. Haddad teria dito que uma coligação entre as siglas não era possível, já que o PT terá candidatura própria e ele (Haddad) era fiel a Lula. Sobre Bolsonaro, Ciro disse que ele não chega a campanha, o que Haddad não concordou.


Consenso. Mas a conversa entre Ciro e Haddad teve momentos de consenso. Um deles foi com relação ao manifesto publicado no dia 20 por PT, PDT, PSB, PCdoB e Psol. Os dois entendem que o manifesto pode ser um ponto de partida para uma aproximação da centro-esquerda para as eleições. A pedido de Ciro, o documento não fez qualquer referência ao nome de Lula.


Segunda opção. Sem acordo com Haddad, o presidenciável Ciro Gomes partiu para a ex-ministra Marina Silva (Rede) que aceitou ser vice na chapa. Com o acordo, Ciro consolida sua pré-campanha e Marina volta ao cenário, de onde está sumida. Ninguém aposta na consolidação da chapa.


Nada definido. Apesar das conversas entre os partidos de centro-esquerda, nada está definido. Dentro do grupo o PT, PDT e PCdoB, têm pré-candidatos ao Planalto. Já o PSB conversa com o pré-candidato do PSDB, Geraldo Alckmin. Para acertar os ponteiros da esquerda, muitas reuniões devem acontecer.

Desincompatibilização. Fernando deixa Governo e assume pré-candidatura em março

O secretário adjunto do Gabinete do Governador, Fernando Santana (PT), deve se desincompatibilizar do cargo no próximo mês de março. Com a saída das ações oficiais, Fernando assume a posição de pré-candidato a uma vaga na Assembleia Legislativa. O anúncio foi feito à aliados políticos no Cariri.

Depois de pouco mais de três anos no Governo, Fernando tem se notabilizado pelo encaminhamentos de projetos e articulação para liberação de recursos aos municípios. Tem sido um elo de ligação das gestões municipais com o Governo do Estado. O esforço rendeu a indicação para a disputa estadual deste ano.

Fernando é o primeiro pré-candidato dos quadros do Governo a deixar o cargo. Quer ampliar suas articulações políticas para se viabilizar na disputa deste ano.

Pacote. Guilherme anuncia obras para nove municípios do Cariri

O ex-prefeito de Brejo Santo e pré-candidato a deputado estadual, Guilherme Landim (PDT), anunciou a liberação de um pacote de obras e ações direcionadas a nove municípios caririenses. Entre as obras estão calçamentos, asfaltamentos, pavimentação de estradas, operação tapa-buraco, Mine Areninhas, Brinquedopraça, abastecimento de água, perfuração de poços, adutora, reformas e ampliação de equipamento esportivo e mercado público, entre outros.

Os investimentos passam dos R$ 70 milhões. A articulação de Guilherme, junto ao Governo do Estado, vai beneficiar os municípios de Caririaçu, Missão Velha, Porteiras, Penaforte, Milagres, Barro, Mauriti, Brejo Santo e Jati. Apesar de não ter mandato, Guilherme tem se destacado pelas atuações políticas que beneficiam os municípios.

Direto ao Ponto. Wesley Batista é os favelados do Rio

Nada mais original que o empresário Wesley Batista, dono da JBS, ser solto no mesmo dia em que o exército recebeu sinal verde para invadir as favelas do Rio de Janeiro, sob a força de um “mandato coletivo de busca e apreensão”. No caso de Wesley, a liberdade, assistida por uma tornozeleira eletrônica, foi patrocinada pelo Superior Tribunal de Justiça, o STJ; mas, o mandato coletivo foi assinado pelo Ministério da Justiça, que tem o objetivo de proteger e respeitar o cidadão. O General Walter Braga Netto, interventor no Rio, pediu “sacrifício e colaboração”.

Talvez tenhamos entendido diferente. Talvez a notícia seja que o exército está investigando para saber onde estão os chefes do tráfico e do crime organizado para, então, prendê-los e proteger de fato o cidadão. O mesmo cidadão que, na verdade, terá sua casa invadida, seus pertences revirados e, se brincar, será preso por ter se negado a abrir o guarda roupa, onde repousam suas roupas velhas. A palavra é vergonha; vergonha do cidadão, obrigado a expor sua triste vida, vergonha da justiça em soltar mais um corrupto.

Que bom que tivéssemos mais consciências como a do promotor Deltan Dallagnol, integrante da equipe da operação “Lava Jato”. Em seu Twetter, ele disse: “Se cabem buscas e apreensões gerais nas favelas do Rio, cabem também nos gabinetes do Congresso. Aliás, as evidências existentes colocam suspeitas muito maiores sobre o Congresso, proporcionalmente, do que sobre moradores das favelas, estes inocentes na sua grande maioria”. É o Brasil, povo acuado e bandido solto!



quarta-feira, 21 de fevereiro de 2018


Câmara do Crato entrando no debate sobre violência

A Câmara do Crato parece ter entrado no ritmo das outras coirmãs, Juazeiro do Norte e Barbalha, ao resolver discutir a violência na região. Depois de um período de inercia, até acordar para o problema, o Legislativo realizou audiência pública para discutir o tema. A casa conseguiu reunir profissionais ligados a segurança, representantes da sociedade civil e autoridades políticas. As opiniões atestaram a sensação de insegurança vivida no triangulo Crajubar. Nos últimos quatro anos a violência vitimou em Crato, Juazeiro e Barbalha, cerca de 800 pessoas. Câmara do Crato, bem vinda a realidade!


Transito livre. Não se pode esquecer que o Crato é uma portas de entrada do tráfico no Cariri. Na bagagem o trafica traz a droga que financia o crime organizado e promove os crimes. E o tráfico impressionam no Cariri. Entre 2014 e 2017, quase uma tonelada e meia de drogas e 1,5 mil armas foram apreendidas no Crajubar.


Sem estrutura. Apesar da falta de estrutura, as apreensões acontecem devido às ações desempenhadas pelas polícias, por meio da atuação de núcleos de combate ao tráfico e ao crime organizado. É bom lembrar que, além de moda, o debate sobre a violência é necessário.

Cúpula em Juazeiro. Sobrou político, faltou tempo

Foi destacada a disputa intensa por espaços no evento de assinatura da ordem de serviço para obras no aeroporto de Juazeiro do Norte. Prefeitos, deputados e vereadores, dá base ou não, lotaram a sala de recepção do Ciopaer. Apesar das presenças do governador Camilo Santana e do ministro dos Portos, Mauricio Quintella, o alvo das atenção foi o senador Eunício Oliveira. A pauta principal das conversas foi a liberação de recursos para os municípios. Faltou tempo para tantos pedidos. Quem não conseguiu fazer a conversa arrumou as malas e está em Brasília para garantir a liberação das emendas. O prazo termina nos próximos dias.


Radiante. Quem compareceu ao evento e não pediu nada foi a prefeita de Santana do Cariri, Danieli Machado. Recém filiada ao PDT, a prefeita veio apenas marcar presença e ser vista pelo governador Camilo Santana. Até tentou uma aproximação ao senador Eunício Oliveira, mas ficou para a próxima. As lembranças dos últimas tensões ainda estão vivas.


Bem recebido. Bem recebido mesmo foi o prefeito de Missão Velha, Diego Feitosa. Na companhia do ex-prefeito de Brejo Santo Guilherme Landim, Diego circulou entre as bases de Camilo e Eunício. No MDB de Eunício, o prefeito vota no federal do senador e em Guilherme para estadual.


Papagaio de pirata. Entre os deputados, quem fez as honras de papagaio de pirata foi a deputada federal Gorete Pereira. Esteve em todas fotos da cúpula – Quitelle, Eunício e Camilo. Em guerra contra Roberto Pessoa e Lúcio Alcântara, a deputada quer tirar o PR da oposição para leva-lo para a base do governador. A disputa foi parar na direção nacional. Por parte da deputada faltou sorrisos. Ela parecia tensa.


Baixo clero. A dificuldade para se aproximar ficou mesmo por conta dos vereadores da região. Eles até tentaram, mas não foram ouvidos. A aproximação aconteceu, mas na companhia dos seus prefeitos. Serviram de número para os gestores mostrarem força. Coisa de baixo clero.