sexta-feira, 18 de maio de 2018

PT x PT. Deputados e senadores peitam governadores para garantir Lula candidato

O enfrentamento entre petistas começa a ganhar ares de disputa interna. Depois do presidente partido no Ceará, Moisés Braz, desmentir a presidente nacional Gleisi Hoffmann, agora foi a vez das bancadas de deputados federais e senadores tentarem desqualificar os governadores petistas do Nordeste.

Na quarta-feira, dia 16, as duas bancadas responderam à movimentação dos governadores que pedem a abertura de diálogo com outras siglas sobre a corrida presidencial. Os petistas do Congresso divulgaram uma nota reforçando o apoio à candidatura de Lula ao Planalto.

A nota diz que a eleições só serão democráticas se todas as forças políticas puderem participar de forma livre e justa. “Não podemos fazer concessões na luta em defesa da inocência e da manutenção dos direitos políticos de Lula”, pontua.

Os governadores petistas começaram um movimento para que o partido comece a discutir o cenário das eleições sem a participação de Lula. Uma reunião entre os nove governadores do Nordeste e Minas Gerais, está marcada para esta sexta-feira, 18, em Recife, Pernambuco.

Efeito bumerangue. Possibilidade de desgaste leva André à Santana

O presidente regional do PDT, deputado federal André Figueiredo, participou de caminhada ao lado do candidato pedetista, Vicente Brilhante, nessa quinta-feira, 17, em Santana do Cariri. André tinha cancelado as atividades no município um dia antes, mas acabou voltando atrás devido ao desgaste que causaria à campanha do seu parido.

A assessoria de André garante que não houve cancelamento e que a mudança seria apenas na atividade. Uma carreata seguida de comício, teria sido substituída por uma caminhada. O problema é que um carro de som ligado a campanha chegou a avisar sobre o cancelamento. Nada como um desgaste para motivar um efeito bumerangue.

quinta-feira, 17 de maio de 2018


No Cariri, Fernando Santana continua sendo solicitado

Apesar de estar fora do Governo para concorrer a deputado estadual, o ex-adjunto do Gabinete do governador, Fernando Santana, mantém todo o prestígio que o levou a ser pré-candidato. Fernando tem sido chamado para representar Camilo em vários eventos pelo Cariri. Mesmo explicando que não está no Governo, os aliados não abrem mão da sua presença.

Antes de deixar o Governo, Fernando deixou vários projetos engatilhados para os municípios caririenses. O secretário chefe da Casa Civil, Nelson Martins, está representando o Governador e tem ouvido, sistematicamente, de prefeitos e lideranças, depoimentos de agradecimento deles ao empenho de Fernando na liberação dos recursos.

Entre as suas últimas ações, Fernando garantiu a participação do Governo Camilo na Festa de Santo Antônio de Barbalha. De quebra, conseguiu amenizar uma tensão que prometia desgastar a imagem do governador Camilo Santana no seu berço político.

(Coluna Rebate, Jornal do Cariri).

Inovação. Farias Brito vence desconfiança com transparência

O prefeito de Farias Brito, Zé Maria (PCdoB), deu início a uma experiência realmente inovadora. Em época de muita desconfiança com relação a gestão do dinheiro público, o prefeito está fazendo divulgações com prestações de contas dos recursos investidos pela Prefeitura.

As peças publicitárias ganharam as redes sociais e trazem, detalhadamente, o valor aplicado em obras como estradas, pavimentações, serviços e outros.

A iniciativa tem sido elogiada a ponto do Governo do Estado confiar ao município a liberação de R$ 20 milhões para a construção da Avenida do Contorno e a viabilização de uma Usina de Resíduos Sólidos, em parceria com a iniciativa privada. Na Câmara, o clima na base do prefeito é de euforia.

Em debate petista, Moisés Braz desmente Gleisi Hoffmann sobre vaga ao Senado

A presidente Nacional do PT, Gleisi Hoffmann, foi desmentida pelo presidente estadual da sigla, Moisés Braz. Gleisi disse que o partido não abrirá de manter a cadeira petista no Senado, com uma das vagas do Ceará. Moisés disse nessa quarta-feira, 16, que a eleição ao Senado não é prioridade para o PT cearense.

Moisés admitiu que o partido pode abrir mão da vaga ao Senado para priorizar a aliança para a reeleição do governador Camilo Santana (PT). Para Moisés o “Senado não é prioridade” e que a legenda vai trabalhar para reeleger Camilo e formar uma bancada forte no legislativo estadual e na Câmara dos Deputados.

Sobre a vaga ao Senado, Moisés argumento que o PT “não construiu o nome para o Senado” nos últimos anos. A declaração abre diálogo direto com o senador Eunício Oliveira (MDB) que pleiteia disputa à reeleição na chapa do governador. A segunda vaga ficaria com o ex-governador Cid Gomes (PDT).

Cancelamento de André, causa vexame à campanha do PDT em Santana do Cariri

A chapa defendida pela prefeita cassada Danieli Machado (PDT), em Santana do Cariri, acabou passando por uma situação constrangedora nessa quarta-feira, 16. Depois de marcar é divulgar comício para esta quinta-feira, 17, com a presença do deputado federal André Figueiredo, presidente estadual do PDT, teve que voltar atrás e desmarcar.

André cancelou sua visita ao município e acabou abrindo espaços para especulações. O cancelamento não veio acompanhado de uma boa justificativa e há quem tema uma fuga das autoridades estaduais da campanha do candidato Vicente Brilhante. Pessoas próximas ao candidato já cobram o distanciamento de Danieli. O clima é de desconfiança!

Pressão. Professores de Caririaçu vão às ruas e ameaçam greve

Insatisfeitos com a posição da Prefeitura com relação a progressão profissional, prevista no Plano de Cargos Carreiras e Remuneração (PCCR), os professores efetivos de Caririaçu foram as ruas no dia 15 e deram o aviso: se não forem atendidos será decretada greve geral. Segundo a direção do Sindicato dos Servidores Municipais, a lei que criou o PCCR prevê acréscimo de 2,5% no salário a cada três anos. Após assembleia, as categorias enviaram uma contraproposta à Prefeitura e devem aguardar até o dia 22, quando está marcada outra assembleia para deliberação.

Em nota, a Prefeitura garantiu que desde dezembro de 2017 tem tentado manter aberto um canal de diálogo junto ao Sindicato para receber e processar as reivindicações. A nota fala em dificuldades financeiras e na Lei de Responsabilidade Fiscal como empecilho e ressalta ter apresentado proposta de repassar parte dos 2,5% no segundo semestre deste ano e o restante em janeiro de 2019. Segundo o Sindicato, essa proposta não foi aceita.

quarta-feira, 16 de maio de 2018


Caixa vazio. Prefeitura de Nova Olinda com FPM bloqueado

Se está difícil administrar uma Prefeitura no Brasil, imagine com o caixa vazio. Essa será a realidade do prefeito de Nova Olinda, Afonso Sampaio (PSD), que está com seu principal fonte de recursos, o FPM (Fundo de Participação do Municípios) bloqueada. A informação do Sistema Integrado de Administração Financeira do Governo Federal (SIAFI), não esclarece o motivo do bloqueio, mas garante que a gestão não disporá dos recursos até regularizar pendencias.

Motivações que geram o bloqueio estão, geralmente, ligadas a débitos com o Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público (Pasep), Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) e com a inscrição na dívida ativa pela Procuradoria Geral da Fazenda Nacional (PGFN). No Ceará, outras prefeituras como Umirim, Tauá, Redenção e Boa Viajem, também, estão na mesma situação.

PT nacional descarta apoio a Ciro e quer Guimarães para o Senado

A presidente nacional do PT, senadora Gleisi Hoffmann, resolveu entrar no debate sobre o apoio ao presidenciável e ex-ministro Ciro Gomes (PDT). A possibilidade ganhou repercussão depois que vazou uma das pautas da reunião dos governadores do Nordeste: o apoio dos gestores à Ciro. O encontro acontece em Recife, na sexta-feira,18.

Em entrevista nesta quarta-feira, 16, Gleisi disse que o candidato petista ao Planalto é Lula. “Nós escreveremos Lula no primeiro turno, então, não tem nenhuma possibilidade de aliança,” disse. Apesar de descartado no primeiro turno, o apoio pode acontecer no segundo turno, caso Lula não esteja mais na disputa.

A aliança, no segundo turno, estaria condicionada a um partido de centro-esquerda. Além de descartar apoio ao cearense Ciro Gomes, Gleisi disse que a direção do partido defende que um petista continue ocupando uma das vagas do Ceará no Senado. Ela observou que “tem muita gente falando do nome do deputado Guimarães”.

Em momento baixaria, Capitão Wagner e Evandro Leitão se agridem verbalmente

Motivados pela instalação da CPI do Narcotráfico, os deputados estaduais Capitão Wagner (PROS) e Evandro Leitão (PDT), líder da oposição e do Governo, respectivamente, protagonizaram cenas de baixaria durante a sessão da Assembleia Legislativa nessa terça-feira (15).

Com posicionamento contrários a abertura da CPI, onde Evandro é contra e Wagner a favor, os dois se agrediram verbalmente indo quase as vias de fato. Evandro chamou Wagner de frouxo, que respondeu qualificando o adversário de mocinha.

O clima ficou ainda mais quente quando Wagner mandar Evandro para a “puta que pariu”. Nesse momento, Evandro Leite o desafiou a irem para fora do plenário e resolver no braço. A sessão foi encerrada e os ânimos amenizados pela turma do deixa disso.

Horário da novela barra denúncia na Câmara de Jati

A situação política da prefeita de Jati, Neta Diniz (PDT), se agrava a cada dia. Denúncias se acumulam e, agora, chegaram à Câmara de Vereadores. Na sessão do dia 4, a professora Fátima Pereira, culpou os parlamentares pela falta de fiscalização do Poder Executivo. Nas palavras da professora, os vereadores são coniventes com a atual situação da educação do município.

As críticas, foram fundamentadas com denúncias de ônibus escolares sem pneus, apesar da licitação de R$ 100 mil, e a merenda escolar servida com apenas bolachas e suco. Mesmo com a gravidade da denúncia, a sessão foi encerrada a pedido da vereadora Valma Gomes, que justificou ter que assistir à novela. Apesar da novela, as denúncias foram encaminhadas ao Ministério Público.

terça-feira, 15 de maio de 2018


No Recife, Governadores do NE debatem transposição, eletrobras e sucessão

Nove governadores do Nordeste e mais Minas Gerais, devem se reunir na próxima sexta-feira no Recife, Pernambuco. Oficialmente, os gestores debaterão ações voltadas ao rio São Francisco e uma posição conjunta sobre a privatização da Eletrobras.

Mas, como estamos em ano eleitoral, os gestores devem aproveitar o momento para fechar uma estratégia conjunta para as eleições presidenciais. Detalhe: a maioria dos governadores são de esquerda. Ou seja, sobrarão analises sobre a situação de Lula e os nomes para ser o “plano B”.

A preferência de, pelo menos, cinco governadores, incluindo o cearense Camilo Santana, é pelo ex-ministro Ciro Gomes. O debate é bom e promete.