segunda-feira, 31 de outubro de 2011

Quem disputa a vice dos principais pré-candidatos em Juazeiro

Os dois principais pré-candidatos a prefeitura de Juazeiro do Norte, Manoel Santana (PT), atual prefeito, e o deputado federal Raimundo Macedo (PMDB), já iniciaram as articulações para a composição das chapas para a sucessão de 2012.

E nesses casos as discussões parecem estar em pleno andamento. O prefeito Manoel Santana, além de José Roberto Celestino, que seria o melhor nome para manter a aliança com o PSB, também já anda conversando com o PSL de Raimundinho e José de Amélia Júnior.

Já Raimundo Macedo, conversa também com Raimundinho e convidou oficialmente Roberto Celestino. Mas, no caso de Raimundo Macedo a novidade é o aparecimento dos nomes do médico Giovanni Sampaio e do advogado Dedé Carneiro.

Ex-secretário de Saúde de Manoel Santana, Giovanni tem demonstrado insatisfação com a atual administração, talvez aí a abertura da discussão com Raimundo Macedo. Já o advogado Dedé Carneiro é ligado politicamente a família Bezerra. Seu nome reinsere essa grande força política na discussão da sucessão municipal.

O certo é que, cedo ou não, a discussão ganha corpo e Raimundo Macedo e Manoel Santana partem bem à frente nas articulações para a próxima eleição. É isso aí, para as outras pré-candidaturas fica o alerta, é preciso correr atrás.

Lula: guerreiro ferido


A nota triste da semana fica por conta do diagnóstico de câncer na laringe do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Um dos maiores ícones da política brasileira nas últimas décadas, Lula deve iniciar ainda esta semana o tratamento de quimioterapia para combater um tumor na laringe diagnosticado esta semana.

O guerreiro está ferido, mas acredito que ele superará mais este desafio na sua vida. Exemplo de perseverança política para todas as novas lideranças do país, Lula deve se transformar em mais um exemplo, o da Luta pela vida, desta vez a sua.

Desejo muita força ao Lula, nesse momento difícil.

Concurso do Crato é transformado em palanque


No Crato os vereadores de oposição parecem estar insatisfeitos com o edital do concurso divulgado a poucos dias pela prefeitura.Eles apontam uma serie de irregularidades e um número de vagas irrisório para a real necessidade do município. A vereadora Mara Guedes (PT), foi a primeira a se manifestar, hoje, através de um pronunciamento sobre o assunta. E o fato promete se transformar numa queda de braço.

Na verdade, a oposição está tentando transformar o limão em limonada. O concurso foi lançado às vésperas da eleição municipal, com o claro objetivo de colher dividendos políticos, mas a oposição pegou o mote e está aproveitando para promover o desgaste da administração. Usado politicamente por ambos os lados, o assunto concurso deve ganhar mais corpo nas próximas semanas.

Fim de semana de congresso e convenções


O PSB realizou o congresso estadual do partido, neste domingo, no Hotel Vila Galé, em Fortaleza. O evento elegeu os delegados para o congresso nacional da legenda, marcado para os dias 2 e 3 de dezembro, em Brasília.

Já o PMDB, realizou várias convenções municipais, sendo uma das mais representativas em Canindé, que contou com as presenças do senador Eunício Oliveira e do vice-governador Domingos Filho.

Foram dois eventos aparentemente iguais, mas com objetivos diferentes. O PSB, além eleger os delegados nacionais, viu o evento se transformar num palanque para tencionar o governador ao colocar que o partido tem os melhores nomes para disputa em Fortaleza. O deputado estadual Roberto Cláudio, presidente da Assembleia, puxou a discussão e foi muito aplaudido.

A tese foi abafada pelo discurso do governador Cid Gomes, que reafirmou a intenção de fortalecer a aliança com o PT. Ele deixou claro que, por sua vontade, o PT deve ter a preferência na indicação do nome da base aliada.

Na verdade, Roberto Cláudio pensa agora, mas Cid pensa na sucessão estadual onde a manutenção da aliança com o PT será de extrema importância para permanência no comando do Estado.

Agora é importante entendermos que isso é normal. Daqui a dois anos veremos o mesmo filme, mas pelo lado do PT querendo a indicação para o governo. Resta saber se as lideranças petistas terão a mesma força para manter o acordo com o PSB.

O detalhe ficou por conta da inclusão na lista de delegados, por Cid Gomes, que presidiu o congresso estadual, dos nomes de Sérgio Novais e da deputada estadual Eliane Novais, entre os 46 nomes. Foi a velha máxima de que não se faz política com magoa nem rancor.

Enquanto isso o PMDB rumou para o interior realizando convenções em vários municípios. Na convenção de Canindé, uma das maiores, o senador Eunício Oliveira, conclamou a militância para apostar no crescimento do PMDB e fechar alianças que tenham identificação com o projeto político do Governo Dilma Rousseff e do governador Cid Gomes.

Acreditando estar fora da disputa de Fortaleza, o PMDB procura se fortalecer na base dos municípios para ganhar a indicação ao governo do estado em 2014. A indicação deve ser feita pelo PSB de Cid, mas não necessariamente deva vir do partido. Alguns acreditam que, com exceção do PT, ela pode sair de qualquer partido da base.

Assim, Eunício Oliveira e Domingos Filho, hoje unidos pelo crescimento do PMDB, podem em 2014, ter posições diferentes. Ambos têm o sonho de governar o Ceará. Domingos Filho, mesmo sendo uma grande liderança vem de uma região com menor importância eleitoral; diferente de Eunício que tem o controle do partido e vem da região que mais cresce no estado e a muito reivindica o comando do estado. E aí o bicho vai pegar.

sábado, 29 de outubro de 2011

Lar doce Lar


O governador Cid Gomes (PSB) recebeu ontem, 28, no Palácio da Abolição, o apresentador Luciano Huck, da Rede Globo. Os dois bateram um papo dos mais descontraído, sob olhares do secretário do Turismo do Estado, Bismarck Maia, e do vice-governador Domingos Filho (PMDB).

Luciano Huck gravou o quadro “Lar, doce Lar” na Capital cearense, que será exibido em novembro.

Tasso: Dilma tomou as medidas corretas


O ex-senador Tasso Jereissati (PSDB) afirmou, em entrevista antes de palestra em Fortaleza, que a presidente Dilma Rousseff (PT) tem tomado “atitudes certas” ao combater os constantes escândalos e denúncias de corrupção em seus ministérios. Contudo, ele criticou o tempo que a chefe do Executivo costuma levar para tomar decisões.

Na verdade o que estamos vendo é a fim de uma das mais longas etapas da recende política brasileira – período pós ditadura militar. Nela foram debatidos exaustivamente sobre os projetos a serem implantados no país. Os dois foram experimentados, julgados e a esquerda ganhou.

Agora chegamos ao momento de discutirmos quem tem a capacidade de conduzir com mais competência o projeto que prevaleceu após o crivo da sociedade. Tasso já reconheceu isso e inicia com esse elogio um novo caminho no debate político. Quem ficar no campo da critica pela critica e forçando discursos de lisura exemplar, estará fadado ao fracasso.

O PSD é hoje o principal instrumento dessa reinvenção da direita brasileira que perdeu a indicação do projeto, mais parte para tentar convencer que tem mais competência para guiar os destinos do país que a esquerda mudou. Resta à esquerda não se deixar cair na zona de conforto e também se reinventar administrativamente.

A política é dinâmica e quem cochila perde o bonde da história.

Continua o tencionamento no PMDB


Ao reivindicar espaço para uma candidatura do PMDB à Prefeitura de Fortaleza, o deputado federal Danilo Forte (PMDB) subiu o tom contra a administração municipal e criticou o alinhamento político entre Prefeitura e Governo do Estado.

Acredito que o deputado Danilo Forte, está em busca, na verdade, é de mais espaço político dentro do PMDB. Já é o efeito da reforma política, onde prevalecerão os lideres com maior força interna.

É inegável que o PMDB, em todo o país e no Ceará não seria diferente, é um partido em constante disputa. Existem sempre duas alas que nem sempre correm no mesmo percurso, veja-se as últimas eleições presidenciais. O problema para Danilo é que Eunício exerce um comando estável no partido e dificilmente perderá essa queda de braço, até porque, há tempos que os militantes do PMDB abandonaram o discurso revolucionário, aquele do show de democracia e do debate exacerbado com as bases.

Hoje prevalece o pragmatismo e nesse quesito Eunício deve levar ampla vantagem. Para Danilo, esta é uma briga perdida!

sexta-feira, 28 de outubro de 2011

Câmaras de Crato e Juazeiro com discussões polêmicas

No Juazeiro, os vereadores aprovaram ontem, 26, um projeto de indicação do executivo de ampliação de 100h/a para os professores concursados em 2007.

Mas, apesar de aprovado, o projeto foi muito questionado na sua legalidade, principalmente, imaginem, pelo vereador professor Antônio, ex-secretário de educação. Mas, o questionamento dele é pertinente. O vereador está preocupado de como ficará o recolhimento do fundo de garantia para a aposentadoria. Ele teme que os servidores precisem pagar essa conta pós aposentadoria. Citou inclusive sua experiência própria.

Ronaldo de Ronas, disse que o projeto trata do aumento e que esses detalhes não estão a cargo dos vereadores. Além do mais, disse ele, foi feito um estudo pela procuradoria e foi aprovado nas comissões, por isso, votou com confiança o beneficio para os funcionários. E Gledson Bezerra acusou o projeto de ser eleitoreiro e destacou que isso só acontece na Câmara de Juazeiro.

Quanto a observação do professor Antônio acredito ser válida, mas nesse momento em que todas as classes de trabalhadores reivindicam aumento, você barrar uma ampliação de 100h/a, por qualquer que seja o motivo é pedir para ser odiado. Tanto que até ele votou a favor.

Já o vereador Ronas, precisa entender que se fosse para confiar plenamente na procuradoria e nas comissões, o projeto não precisaria ser levado a apreciação do plenário da Câmara. Todos os projeto merecem ser levados a discussão antes de ser aprovado.

E o vereador Gledson, está fazendo seu papel de oposição, mas precisa entender que isso não acontece somente em Juazeiro. Isso é inerente da política legislativa, seja ela municipal, estadual ou federal; ganha quem tem mais força. Para isso existem as articulações políticas. A oposição em Juazeiro cresceu muito graças essas articulações, agora é continuar trabalhando, mas preservando a imagem da casa a qual ele faz parte. Isso se chama respeito ao voto do povo.

Enquanto isso no Crato os vereadores de oposição não parecem estar satisfeitos com o edital do concurso divulgado a poucos dias pela prefeitura.

Eles apontam uma serie de irregularidades e número de vagas irrisório para a real necessidade do município. A vereadora Mara Guedes (PT), vai fazer um pronunciamento na seção de segunda-feira sobre o assunta e o assunto promete ganhar corpo.

Parece que os poderes representativos do povo em Crato e Juazeiro têm muito sobre o refletir no final de semana.

Luizianne também quer conversar com Cid


Em resposta às declarações do governador Cid Gomes (PSB), feitas ao programa Debates do POVO, Rádio O POVO CBN, na última terça-feira (25), a prefeita de Fortaleza Luizianne Lins (PT) afirmou que concorda plenamente que, para definir o nome que representará a aliança na sucessão municipal, é preciso abrir mão de vaidades, arrogâncias e prepotências.

Palavras de Luizianne: “Para nós, isso é uma questão de responsabilidade e obrigação. Dialogar, não ser arrogante, não ser prepotente. Eu acho que isso aí é o começo da conversa e isso vale pra todo mundo”.

A prefeita admite que não ter conversado com o governador, mas garante que o PT saberá conduzir a escolha do nome. Ela descartou ainda que seja necessário recorrer a lideranças do PT nacional para resolver impasses aqui, exemplificando que nem a mediação de Lula foi o suficiente para resolver o impasse da sua primeira eleição em 2004.

Ou seja, ela vai discutir, mas não vai abrir das suas posições. Na verdade o dialogo com a prefeita de Fortaleza não é fácil e muito se deve, uma pela sua formação política, que tem raízes nas correntes mais radicais do PT histórico e na sua mágoa pessoal com relação aquele processo de 2004, quando até o partido lhe abandonou, com o Lula, inclusive, subindo no palanque do então candidato do PCdoB Inácio Arruda.

Hoje, ela entende que chegou ao poder sozinha e por isso merece tomar as decisões sozinha ou com o seu grupo político a atual Democracia Socialista que, no Estado, conta ainda com um deputado federal e um estadual, apadrinhados por ela. Trocando em miúdos ela tem história para fazer o que faz.

Senado aprova comissão da verdade


O Senado aprovou por unanimidade, na noite de ontem, a criação da Comissão da Verdade. Ela terá poderes para apurar violações de direitos humanos ocorridas durante a ditadura militar. O colegiado será composto por sete integrantes, escolhidos pela presidente da República, e terá um prazo de dois anos para funcionar. Agora, o projeto vai à sanção da presidente Dilma Rousseff.

Existem algumas coisas na criação desta comissão que nos chamam a atenção. Primeiro, a comissão terá como missão levantar informações sobre mortes, torturas, desaparecimentos, além de apontar locais onde ocorreram essas violações e identificar seus responsáveis. Apesar de ter sido um processo político da época, a comissão precisará de um excelente corpo técnico.

Imagine que nesse caso teremos toda uma articulação político na hora composição, inclusive com representantes dos militares, que ainda existem na política, e que deverão participar. A coisa não é tão simples. E mais, além dos dois anos para a criação, precisaremos de pelo menos mais dez de investigação, se quiséssemos fazer um trabalho realmente sério.

Outra coisa que merece destaque é a participação do senador Aloysio Nunes Ferreira (PSDB-SP), relator do texto e ex-militante contra a ditadura e que atuou na luta armada. Além, é claro, da presidenta Dilma, que foi torturada, e agora é a responsável por sancionar o projeto e indicar os integrantes da comissão.

Como dá voltas esse nosso mundo. Na atual conjuntura política brasileira uma é esquerda e o outro é direita, o que, de certa forma, coloca por terra um discurso de que todos os heróis daquele período estariam apenas nos partidos de esquerda. Na verdade, aquela foi uma luta social e não deve contemplar egos político-partidários.

Mas, mesmo sem acreditar nos resultados práticos que o projeto possa trazer, pelo menos agora não, reconheço que a ação significa um começo na busca pela justiça. E o importante nisso tudo é que a sociedade tenha como princípio de que tortura nunca mais.

quinta-feira, 27 de outubro de 2011

Orlando Silva pediu para sair?


O ministro do Esporte, Orlando Silva, depois de uma reunião com a presidente Dilma Rousseff e dirigentes do PCdoB, seu partido, chegou à conclusão de que a melhor solução seria o seu afastamento.

Ele disse em entrevista no Palácio do Planalto que a decisão foi sua e que foi tomada para que o PCdoB não virasse um instrumento de ataque ao governo.

Nessa história existe, na verdade, vários erros de avaliação e algumas indagações a destacar. Não consigo entender porque é preciso chamar os acusados de corrupção à razão para que eles percebam que é hora de saírem de cena. O mais interessante é que a grande maioria sai com o discurso de que pediu para sair. Pediu que nada, foi convidado a se retirar.

Outro fato que continuo estranhando é porque se deixa os casos irem tão longe com, inclusive, defesas entusiasmadas dando munição para que tudo vire um jogo de troca de acusações, o que, desgasta ainda mais todos os envolvidos.

Se a cada vez que uma acusação fosse levantada, o acusado pedisse afastamento até que se apurasse, com certeza, não veríamos tatos desgastes. O caso Orlando Silva já está na mídia a mais de 12 dias, colocando, inclusive, em cheque toda a história e credibilidade do PCdoB.

Não concordo com o ex-ministro quando ele diz que saiu para preservar o governo. Em nenhum momento, foi colocado em debate o envolvimento da presidenta Dilma ou de seus assessores mais próximos. A crise é do PCdoB e do seu ministério.

Mas, em pelo menos uma coisa eu concordo com o ex-ministro, até agora não foi apresentada nenhuma prova concreta e o caso está apenas no campo da acusação. O que não impede da mídia e a opinião pública fazerem seu julgamento ético.

Ou seja, Orlando Silva não caiu motivado por provas, ele caiu motivado pela pressão política e na democracia ela ainda é soberana. Que fique a lição para os próximos a enfrentarem a mesma situação.

A grande expectativa na seção de hoje da Câmara juazeirense


Sabe qual é a maior expectativa da Câmara de Juazeiro para a seção de hoje? Acertou quem falou a presença de José de Amélia Júnior. Isso mesmo, não é discussão sobre doação de terrenos nem empréstimos.

Depois de não viajar e, mesmo assim não ter comparecido a seção de terça, quando alias, Gledson Bezerra seguiu a risca o regimento da casa e ganhou a confiança dos colegas, o presidente José de Amélia Júnior pode começar a deixar de ter tanta importância para o bom funcionamento da casa.

Fui à seção da última terça e conversei com alguns dos freqüentadores assíduos da casa e sobre os prováveis motivos das faltas do presidente as seções e um deles disseram que poderia ser pelas muitas dívidas. Mas, não se espantem. Não é divida financeira é política.

Presidente? Divida política também é pra ser paga. Brincadeira a parte, espero ver, hoje, o presidente de José de Amélia Júnior no cumprimento do seu dever, na boa condução da casa do povo.

Samuel Araripe continua sem nome para sua sucessão


Parece que desta vez o nome a ser rifado foi do secretário de Saúde Cícero França. O prefeito anunciou um plano de redução de gastos e atingiu de cheio o cofre da secretaria.

A essas alturas, período para fortalecer as pré-candidaturas, parece mais um pedido de desculpas. O problema é que o tempo passa e até agora o prefeito cratense não tem nenhum nome para concorrer ao seu cargo.

Das duas uma, ou o Samuel tem uma carta muito boa na manga para se fazer representar por mais quatro anos ou pode dar adeus as suas pretensões de ser deputado estadual, já que, seu partido está cada vez mais fraco na região. E vale salientar, migrar de partido para pretender uma candidatura dessas teria que ser muito bem pensada.

O certo é que o prefeito cratense vem há muito tempo malhando em ferro frio sem encontrar um nome com potencial para lhe suceder. Mas, esse é o preço que se paga por centralizar em si toda a liderança da administração. Ou seja, o mais importante na política é ser líder de lideres, mas isso é uma questão de visão.

Raimundão em busca do apoio do governador


Divulgado nessa semana pelo Jornal do Cariri a ida do deputado federal Raimundo Macedo a Fortaleza para pedir o apoio do governador Cid a sua candidatura.

O problema é que segunda o jornal, o encontro não estava marcado na agenda. É, claro, o que não impede de acontecer fora da agenda. Mas o fato estranho é que Raimundão partiu para esta conversa sozinho, quando ele tem ao seu lado, um grande articulador junto ao governo que é Eunicio Oliveira, que inclusive lançou sua pré-candidatura em Juazeiro.

Se Raimundão quer ganhar o apoio do governo a sua pretensão o melhor caminho é Eunicio. Agora vale salientar que, hoje, o Juazeiro tem, com ele, três pré-candidatos da base aliada, inclusive Roberto Celestino do PSB, partido do governo, e Manoel Santana, atual prefeito forte aliado do mesmo governo.

Nesse caso ele deveria seguir o exemplo de Santana que conta com o deputado Guimarães para essas articulações. Ou seja, é melhor deixar essa articulação para quem tem condições de fazê-la, ou correr o risco de colocar uma pá de cal numa candidatura com tantas possibilidades.

quarta-feira, 26 de outubro de 2011

Força nacional do PT quer apoio de Salviano a Santana

O presidente nacional do PT, Rui Falcão, e as ministras Gleise Hoffmam e Ideli Salvatti , saíram em defesa da aliança entre PT e PSD no Juazeiro.

A tropa de elite do PT recorreu ao prefeito de São Paulo Gilberto Kassab para fechar a aliança que fortalecerá, segundo avaliações, a reeleição do prefeito Manoel Santana.

O problema é que Manoel Salviano, ainda espera um posicionamento de José Arnon, que ainda garante ser pré-candidato.

O que fica do episódio é que não só os grandes grupos empresariais estão de olho em Juazeiro, mas os grandes grupos políticos também. Juazeiro é prioridade para as grandes pretensões em nível nacional. O que não consigo identificar é se isso é bom ou ruim.

Base aliada dividida em Aurora


O atual prefeito de Aurora Adailton Macedo trocou o PSDB pelo PMDB e dividiu a base para as próximas eleições no município. Isso mesmo o PSB e o PMDB, aliados na maioria dos municípios do Ceará, devem se enfrentar na cidade de Aurora.

A reeleição do prefeito Adailton parece ter ganhado uma força extra com a adesão ao PMDB de Eunício. Quem sai perdendo, nesse caso, é o pré-candidato do PSB, Carlos Macedo, que pretende retornar ao poder da cidade, cargo que já comandou.

Acredito que a dupla atuação política de Carlos Macedo, entre Juazeiro e Aurora, acabou enfraquecendo suas posições nas duas cidades. Ou seja, não faz uma base forte e finda sem consistência eleitoral. Uma pena já que poderia ser um bom nome para a disputa.

Lideranças do PMDB pressionam para ter candidato em Fortaleza


O deputado federal Danilo Forte, parece estar impaciente com o desenrolar das articulações para sucessão em Fortaleza e vê na instabilidade, típica do momento, uma possibilidade para ser o indicado do PMDB.

O problema é que o presidente regional do partido, senador Eunício Oliveira, resolveu falar sobre a sucessão de 2012 em Fortaleza e acalmou os ímpetos do deputado. Eunício pediu paciência aos filiados dizendo que ainda está muito cedo.

Eunício disse ainda respeitar o direito do deputado Danilo Forte na postulação, mas lembra que o PMDB tem uma “aliança de reciprocidade” com o governador Cid Gomes, que preside o PSB estadual. Ou seja, essa deve ser uma decisão conjunta entre os partidos da base aliada e não deve partir de uma iniciativa individual.

Na outra ponta, em entrevista ao Programa Debates do Povo, na rádio O Povo/CBN, o governador Cid Gomes defendeu que a escolha do candidato da base aliada não deve ficar restrita a um jogo de forças, de vaidades pessoais, pois esse é o primeiro passo para o fracasso.

Cid Gomes defendeu que seja escolhido um nome que tenha força nas urnas, para não ser um acordo de gabinetes, o que não conseguiria equacionar uma eleição como essa. O governador disse também que a eleição de Fortaleza não vai ser resolver no ‘tapetão’. Ele finalizou dizendo que fazer isso seria abrir espaços para azarões ganharem eleição.

E ele tem razão, o processo da sucessão começou muito cedo e isso pode radicalizar algumas posições. Mas, isso é natural estando a tanto tempo das eleições. E se essas posições se radicalizarem pode sobrar para candidatos como o do PSOL ou outros de menor expressão que estejam na disputa.

Mas, o que ficou claro nos dois episódios foi a tranquilidade do PMDB em continuar a mostrar o caminho da aliança e a firmeza do governador em reafirmar a pretensão de que o candidato da base deve vir do PT e que, preferencialmente, tenha voto.

Ou seja, deixa um enorme precedente para analisarmos que a candidatura do caririense Camilo Santana continua mais forte do que nunca na capital.

I Encontro nacional do PSD


O presidente regional do PSD, Aramicyr Pinto, embarcou hoje, 26, acompanhado de uma verdadeira caravana de filiados da legenda rumo a Brasília para o I Encontro do PSD Nacional.

Eles serão recebidos pelo prefeito de São Paulo e criador do partido Gilberto Kassab. Entre as discussões previstas na pauta do encontra está as eleições municipais de 2012.

A curiosidade é que, mesmo se dizendo de centro-direita, no Ceará o partido de Kassab está mesmo é ligada a um partido de esquerda, o PSB. Aramicyr Pinto, presidente regional é o adjunto da Chefia de Gabinete do governador Cid Gomes.

Não seria então, por acaso, que nomes como Manoel Salviano, no Juazeiro, estariam conversando com o PT do prefeito Manoel Santana. O PSD do Ceará, mesmo com maioria tucana nos seus quadros, estaria disposto a seguir um caminho mais a esquerda nessa eleição municipal.

Parece coerente, até porque se fosse para continuar na mesma posição, os quadros que aderiram ao PSD, ainda estariam no PSDB ou no DEM. Mas, tudo isso, ainda são apenas hipóteses. Vamos esperar para ver o que acontece.

terça-feira, 25 de outubro de 2011

Câmara de Juazeiro: mais um capítulo do embate entre situação e oposição

Parece que a novela saudável, diga-se de passagem, do enfrentamento entre situação e oposição na Câmara de Juazeiro, ganhou um outro aspecto interessante. É que a seção de hoje só acontecerá se o presidente da casa José de Amélia Júnior, não viajar. Isso mesmo, caso o presidente viaje, o que aliás está previsto, não terá seção.

Segundo os vereadores da situação, quando o vice-presidente Gledson Bezerra, assume o comando dos trabalhos ele passa por cima do regimento interno e coloca na pauta o que bem entende. E por isso, já existe um movimento para esvaziar a seção caso Gledson assuma.

Então, se você quer que as coisas andem e as seções aconteçam na sua normalidade na Câmara é bom torcer para que José de Amélia Júnior permaneça em Juazeiro e vá ao trabalho. Seria cômico se não fosse trágico.

Oposição ganha força em Milagres


Em fim, Hellosman Sampaio vai ter oposição forte em Milagres. Isso é o que garante um grupo liderado pelo petista e ex-secretário de finanças de Juazeiro, Cícero Figueiredo, pré-candidato a prefeitura.

O grupo apadrinhado pelo deputado federal Guimarães (PT), já conta com a adesão do PCdoB, PP, PTB e PDT, e promete marchar firme para evitar a reeleição do atual prefeito.

O detalhe é que Hellosman, pode nem ser candidato. Ele responde a vários processos administrativos e judiciais, o que, pode ser motivo de barramento de candidatura pela Lei da Ficha Limpa. Caso ele não possa ser o candidato, especulações apontam a ex-prefeita e atual assessora Meire Lacerda, como a preferida.

O certo é que Hellosman está no poder à muito tempo, tem uma ampla base de apoio, mas enfrenta um grande desgaste em conseqüência dos muitos processos que responde. E não ser o candidato, justamente no momento em a oposição está mais fortalecida, pode significar o fim a era Hellosman em Milagres.

Comunistas na zona de tiro


Parece que o PCdoB virou mesmo alvo de críticas de tudo que é lado e, até, de quem não esperava. Agora quem bate duro na legenda é Anita Prestes, filha de Luís Carlos Prestes e Olga Benário Prestes.

Isso mesmo, o inferno astral do PC do B parece não ter fim. Após a veiculação do programa do partido, que utilizou as imagens de Prestes e Olga, a filha do casal, Anita Prestes, mandou carta à direção do PCdoB protestando contra a “utilização indébita” da imagem de seus pais.

Na carta ela se disse indignada com a direção do PCdoB por utilização indébita da imagem dos meus pais. Para ela, a imagem ligada a um partido suspeito de corrupção compromete a trajetória revolucionária dos meus pais.

Anita lembra ainda na carta que, durante os últimos dez anos de vida, Preste denunciou repetidamente o oportunismo tanto do PCdoB quanto do PCB, caracterizando a política reformista e de traição da classe operária.

Olha, questões político-pessoais a parte, a verdade é que vez por outra vemos os partidos de esquerda lançando mão de figuras que se notabilizaram pelas lutas sociais, principalmente à liberdade e a garantia de direitos. Agora imaginem se os herdeiros de Che Guevara, Mahatma Gandhi, Nelson Mandela e outros resolvessem fazer o mesmo? Teriam que comprar uma carreta de papel por mês para tantas cartas.

Acho que as figuras de Prestes e Olga, estarão sempre ligadas a luta das classes em prol dos menos favorecidos e não será uma propaganda partidária que vai apagar isso. Eles se tornaram ícones para os mais jovens e exemplo para os mais velhos. E infelizmente não temos figuras tão relevantes para as lutas, claro com raríssimas exceções, para nos guiarmos, por isso acho até que a filha tem direito de se manifestar contra o uso das imagens pelo partido que, vale salientar, ele ajudou a criar, mas evitar será muito difícil.

Então, até que criemos novos heróis para a nossa geração, teremos que recorrer aos mais antigos. Ou seja, continuaremos sentindo saudades do que não vivemos.

FHC volta ao Palácio da Alvorada para reunião com Dilma


Quase nove anos depois de deixar a Presidência, Fernando Henrique Cardoso voltará hoje, 25, ao Palácio da Alvorada como convidado da presidente Dilma Rousseff.

É, mas não se assuste, não é um possível acordo político entre PT e PSDB. Na verdade ele faz parte de um grupo denominado “Os anciãos”, que reúne líderes mundiais em torno de uma agenda de promoção da paz.

Do grupo, criado em 2007, pelo ex-presidente sul-africano Nelson Mandela, que não participará por motivos de saúde, já confirmaram presença o arcebispo sul-africano Desmond Tutu; o ex-presidente norte-americano Jimmy Carter; além de outros ex chefes de estado e ex dirigentes do alto escalão da ONU.

Acredito que é uma bela iniciativa, onde podem surgir ideias para amenizarmos o problema da violência que, vale salientar, é uma questão mundial. O que eu acho difícil é que eles consigam chegar ao centro da questão com a força que o problema exige.

É, até parece loucura essa afirmação, mas a verdade é que eles pouco podem fazer, sem a conscientização de outros setores da sociedade de que é preciso um pacto pela paz. A violência está enraizada em nossa sociedade por meio da cultura.

Se não, vejamos. Quantas notícias violentas ouvimos nos rádio e TVs, em casa enquanto tomamos café ou almoçamos? A violência virou um produto que tem venda fácil com ótima aceitação pelos consumidores. Claro que temos outros fatores como desemprego, falta de qualificação, desestruturação familiar e muitos outros, mas o reconhecimento de toda a sociedade de que precisamos urgentemente de uma cultura de paz é o primeiro passo para a amenizar o problema.

segunda-feira, 24 de outubro de 2011

Seminário Mundial contra Belo Monte será realizado em Altamira


Entre os dias 25 e 27 de outubro, o município de Altamira no Pará, receberá o seminário "Territórios, ambiente e desenvolvimento na Amazônia: a luta contra os grandes projetos hidrelétricos na bacia do Xingu”. A expectativa do evento é de reunir entre 600 e 800 representantes de Altamira e da Bacia do Xingu (PA), além de indígenas dos Estados do Mato Grosso, Goiás e Tocantins, e diversos membros de setores sociais.

O objetivo é analisar a temática de Belo Monte, além de discutir e propor formas de resistência às situações de risco geradas pela construção da usina hidrelética.

Seminário Internacional ‘Violência e Conflitos Sociais: Ilegalismos e Lugares Morais’, em Fortaleza


Com o objetivo de desenvolver e reunir estudos e pesquisas sobre a temática da violência e das violações dos direitos humanos e sociais, o Laboratório de Estudos da Violência (LEV), instituição vinculada ao Departamento de Ciências Sociais e ao Programa de Pós-Graduação em Sociologia da Universidade Federal do Ceará (UFC), irá realizar entre os dias 06 e 09 de dezembro, o III Seminário Internacional ‘Violência e Conflitos Sociais: Ilegalismos e Lugares Morais’, na cidade de Fortaleza (CE).

Mais informações através do site http://www.lev.ufc.br

Jovens criam oportunidades a partir de iniciativas voltadas ao bom exemplo


Emília, Paulo e Wesley, são três jovens moradores da Barra do Ceará, em Fortaleza. Eles são os idealizadores do Coletivo Pode Crer, um projeto onde realizam intervenções artísticas e culturais, envolvendo os moradores do bairro. Reformas em equipamentos públicos, oficinas, documentários e pesquisa sócio-afetiva são algumas das ações desenvolvidas.

O projeto cria, a partir da convivência com o meio, alternativas de desenvolvimento e assim eles estão mudando sua relação com o bairro onde vivem.

A primeira ação desenvolvida pelo grupo foi realizada com crianças e adolescentes que frequentavam o píer do Rio Ceará, o qual margeia o bairro. Eles perceberam que os meninos arrancavam as palhas da coberta do píer. Foi então que propuseram às crianças que eles mesmos fizessem a reforma da coberta. A ideia iria proporcionar um sentimento de pertencimento ao território.

Os meninos compraram a ideia e a reforma foi feita com recursos naturais como palhas secas. A ação resultou em um documentário, chamado de Tibum, que em seguida, passou a ser o nome das atividades realizadas pelo Coletivo Pode Crer com as crianças e adolescentes do píer.

Esse foi apenas o começo dessa iniciativa. Eles foram longe e usando apenas a iniciativa de causar uma reação com exemplos positivos. Ou seja, quando se planta o mal, colhe-se o mal; mas, se plantarmos o bem, colheremos o bem. Que fique o excelente exemplo dos meninos da barra do ceará.

Um fim de semana de articulações e declarações no Cariri

O Cariri ferveu na última semana e desaguou num fim de semana de muitas articulações.

Na cidade de Missão Velha, por exemplo, o PSDB anunciou que terá candidato a prefeitura local. O grupo liderado pelo coronel Landin se diz forte e pronto para disputa.

O interessante é que na última eleição a candidatura de Washington Fechine, marchou como unanimidade e agora já temos três pré-candidatos. O fato é que, esse novo quadro coloca o nível de insatisfação das lideranças local com a atual administração.

No Crato, tivemos notícias de que a base de oposição ao prefeito Samuel Araripe, anda se reunindo sistematicamente. PT, PSB, PMDB, PDT e PCdoB, mantêm contatos semanais e dão uma demonstração de maturidade política e discutem de forma aberta a sucessão. Segundo informações, eles estariam nesse momento mais preocupados com um projeto de consenso para o município. A dúvida é: será que essa cordialidade permanecerá quando começarem a discutirem nomes? A novidade é que já existe uma articulação trazer Walter Peixoto para essa discussão.

Em Juazeiro, o deputado federal Raimundo Macedo (PMDB), o Raimundão, declarou ao site Miséria que o Hospital Regional do Cariri já não consegue atender a demanda das cerca de 4º cidades da região. Ele próprio teria tentado atendimento a uma paciente vinda do Crato, sem êxito.

O que o deputado e pré-candidato a prefeito de Juazeiro esqueceu de considerar é que o equipamento sequer funcionou em sua capacidade máxima. É notório que o governo enfrenta problemas com pessoal. Portanto, não poderia ser considerado ineficaz, já que, ainda não atingiu seu máximo.

Mas a declaração nos proporciona algumas análises. Esse pode ser um prenuncio de rompimento antecipado com o governo do Estado para as eleições municipais do próximo ano. Outra situação é a construção de um discurso para o ano que vem, onde ele deixa claro, com a repercussão exagerada do caso, que as deficiências da saúde serão alvo das suas analises nos palanques.

Governo inaugura novos trechos de estradas no Cariri


As regiões do Cariri e Centro-Sul cearense recebem nesta sexta e sábado, mais 89 km de estradas reformadas. O governador Cid Gomes inaugurou as obras de restauração da CE-386, no trecho Crato-Farias Brito, e a pavimentação da rodovia CE-385, entre Caririaçu e o distrito de Quitaiús, em Lavras da Mangabeira, entroncamento com a BR-230.

Em todos os trechos haverá uma diminuição considerável das distâncias dessas localidades com a capital e a maior cidade do interior que é Juazeiro. É inegável que a obra trará mais comodidade aos cidadãos comuns e produtores que poderão escoar sua produção.

Mas, é importante que reflitamos sobre dois aspectos. O primeiro deles é se essas rodovias estão prontas para receber trafego pesado, já que existindo a economia nos trechos para Fortaleza e Juazeiro, logo elas serão rota das grandes transportadoras. E isso, pode num curto espaço de tempo danificar esses trechos, já que, a maioria dos caminhões e carretas trafegam acima do peso.

O outro é se, além dos R$ 62 milhões gastos na obra, existe um planejamento financeiro para a manutenção, porque é comum no Brasil se construir sem se fazer um planejamento financeiro para manter. E o resultado desse não planejamento nós já conhecemos bem.

Mais duas candidaturas em Fortaleza


No final de semana as direções de PDT e PSOL anunciaram em encontros e congressos seus nomes para disputarem a prefeitura de Fortaleza.

No PDT a etapa Nordeste do 5º Congresso Nacional do partido, realizada em Fortaleza, discutiu o desenvolvimento regional nas suas diversas áreas e anunciou o nome do deputado federal André Figueiredo como pré-candidato a prefeitura de Fortaleza.

Já o PSOL, colocou o nome de Renato Roseno, durante o III Congresso Estadual do partido. Renato Roseno que já foi candidato a prefeito, governador e deputado federal. Não obteve êxito em nenhuma das investidas, mas saiu muito fortalecido com a última, onde alcançou cerca de 90 mil votos.

Mas, o que o deixa ainda mais fortalecido, teoricamente, é o fato do seu discurso mais a esquerda, o que o eleitor da capital costuma aderir com muita facilidade. Veja-se, o caso de Luizianne Lins em 2004, na sua primeira eleição. Quanto as possíveis alianças, o partido deve marchar apenas com PSTU, como de costume.

O PSOL vai cumprir o seu papel de demarcar território, sem deixar de contar com uma virada do eleitorado para seu projeto. Ou seja, vai apenas para ver o que acontece.

Já no PDT é diferente. Sem poder contar com a credibilidade do discurso de esquerda ou até de representar o novo, o partido precisará de uma boa articulação para fortalecer suas pretensões, o que, não parece estar em curso com sucesso.

Sem falar que o deputado estadual Heitor Férrer, um dos ícones na oposição ao governo da petista Luizziane Lins e governador Cid Gomes, também estava na briga e perdeu as indicações para pré-candidato a prefeito e a direção estadual do partido. E isso, pode causar um mal estar interno. Ou seja, André Figueiredo levou tudo. O problema é que como diz o ditado popular: quem não soma, pode acabar dividindo.

7° Encontro de Jornalistas, radialistas e blogueiros


O município de Icó foi sede, neste sábado, 22, do 7° Encontro Estadual de Jornalistas, Radialistas e Blogueiro. O evento ocorreu no auditório do Centro Social.

sexta-feira, 21 de outubro de 2011

Câmara de Juazeiro polemiza mais uma vez


Depois do trancamento da pauta e a obstrução da última seção, a câmara municipal voltou a discutir doações de terrenos com o envolvimento da Uniconj e SR empreendimentos.

Só para fechar o comentário de ontem sobre a cassação de Tarso Magno, realmente não vai dar em nada. Isso tomando como base a afirmação de José Amélia Júnior colando que essa decisão cabe a justiça e não a Câmara. Na verdade, a lei da fidelidade partidária ainda não está bem clara e, como se diz, no Brasil não pegou. Uma coisa é certa nisso tudo, Tarso não será cassado e se fosse o Juazeiro perderia muito, pois é inegável que se trata de um bom vereador. Que o diga Dr. Santana que foi quem o ensinou.

Quanto a ligação da prefeitura com a SR empreendimentos, realmente, não está muito claro para a população. Mas, isso cabe ao prefeito explicar e o Ministério Público investigar.

Já no caso da Uniconj, eu tenho, e isso é opinião pessoal, restrições a associações e entidades sociais que se meterem com execução de projetos que cabem aos governos. Elas devem existir para defender os interesses e lutar pelos direitos, dando voz as comunidades e não para executar projetos e obras, fazendo o papel de agenciadora e construtora. Inclusive, confesso não conhecer a legalidade disso, mas uma coisa eu tenho certeza, mesmo que seja legal, não é ético.

Agora é importante destacar como fundamental que imprensa mantenha uma conduta ética com relação a tudo isso. Juazeiro está atravessando um momento delicado na sua política e a imprensa precisa se manter neutra e sem paixões diante dos fatos. Nosso papel é o de informar com isenção os fatos e acontecimentos. Podemos inclusive denunciar, e isso temos feito muito bem, mas não podemos assumir uma postura de julgadores; isso cabe aos juízes.

Acredito numa imprensa madura no cumprimento do seu dever e ética na condução e no trato com os fatos. Afinal, quando não vemos a imprensa agir dentro desses preceitos, começamos a nos deparar com verdadeiros surtos psicóticos nas páginas, telas e microfones, por não encontrarem reciprocidade para suas “verdades”.

É bom lembrar que não temos o poder da caneta e nem somos um poder constituído; ainda somos, apenas, meros repetidores de fatos que acontecem e que a sociedade precisa saber. Afinal o papel da imprensa, segundo os manuais da intelectualidade é informar e formar e isso, pelo que eu entendo, não pressupõe julgamento.

PSDB parte para o ataque no horário gratuito


A estratégia do PSDB como partido de oposição no Ceará é partir para ataque à prefeita de Fortaleza, Luizianne Lins (PT). Nesta quinta-feira (20), o presidente do partido do Ceará, Marcos Cals, informou que a sigla trabalha para deixar claro que é oposição não somente ao Governo do Estado, mas também à Prefeitura de Fortaleza. Segundo ele, a administração municipal também será citada em inserções do partido nas emissoras de rádio e televisão e em anúncios de jornal.

Isso é na verdade, uma tentativa de se reinventar como partido. Com as sucessivas vitórias da esquerda nos mais variados níveis o PSDB, considerado o farol da direta brasileira, começou a perder o discurso e ver enfraquecido suas instancias, principalmente, com a perda de vários quadros. Grande parte dos seus militantes e parlamentares migraram, se não para outras siglas, ficaram pelo caminho pela imposição das urnas. Veja-se o caso de Tasso no Ceará.

Aquele discurso neoliberal que dominou, principalmente, os anos noventa já não empolga mais e chega a ser ridicularizado pela esquerda. Então é preciso achar um novo rumo, claro, se quiser sobreviver na atual conjuntura da política brasileira.

Apesar de reconhecer que o partido está correto na avaliação critica do seu discurso, acredito que a forma encontrada de atacar sem apresentar proposta, pode não surtir efeito.

O Brasil está crescendo, o Ceará está crescendo e não tem propaganda negativa que conseguirá desmentir isso. Acredito que se o partido se colocasse como uma melhor alternativa para liderar esse crescimento, apresentando uma direção mais rápida e segura, talvez fosse melhor que perder seu valioso tempo apontando o dedo para mesma ferida que também já cresceu em sua perna.

Padre Haroldo de luto por Kadafi


O Padre Haroldo Coelho, ex-militante do PT, hoje, filiado ao PSOL cearense, disse num blog que está de luto pela morte do ditador líbio Muammar Kadafi. Ele disse: “Mataram Kadafi, mas não poderão matar jamais a luta pela liberdade e pela vida… O Império americano e os países europeus mais uma vez cometem um grande crime, não somente contra o povo líbio, mas contra a humanidade. Kadafi morre como mártir”.

Com todo respeito a história política do Padre Haroldo, mas nesse caso ele se equivocou ao defender como herói o ditador Kadafi. Se não vejamos: ainda que eu reconheça os excessos e a truculência da política norte americana a seu favor e, até, o seu interesse pelo petróleo na região, não posso deixar de destacar que não acredito na boa intenção de quem toma por assalto um país e faz dele o quintal da sua casa.

Fiquei inquieto quando vi Padre Haroldo, ligar a figura de Kadafi à luta pela liberdade e pela vida. Padre! Ele negou essa mesma liberdade ao povo líbio. E pior, assassinou quem ousou se opor ao seu governo.

É bom deixar claro que jamais serei a favor do assassinato como forma de punição, defendo que todos que cometem ou cometeram atrocidades, como Kadafi e Bin Laden, sejam julgados e paguem por seus crimes na forma da lei. A violência não gera a paz, ela só gera mais violência.

Mas, daí dizer que Kadafi foi um mártir extrapola a cegueira política, chega a ser desumano.

quinta-feira, 20 de outubro de 2011

Bate-papo informal: Raimundinho e Santana no Rio de Janeiro


Existem informações de que Raimundinho e o prefeito Dr. Santana estariam juntos no Rio de Janeiro para conhecer de perto o sistema de teleférico e bondinhos da cidade.

Bom, pelo menos o prefeito Manoel Santana foi para cidade maravilhosa com essa intenção. Mas a verdade é que Raimundinho também está na cidade e os dois foram conhecer o sistema juntos. Quanto ao que conversaram, não é difícil imaginar. A sucessão e um possível apoio de Raimundinho e do PSL para reeleição de Santana devem ter sido tratada ainda no café da manhã.

Realmente Raimundinho está cumprindo o que prometeu, está conversando com todo mundo. A diferença é que ele e Santana foram bem longe para ter esse bate-papo. Se teve algo de concreto, só saberemos com a volta dos dois é, claro, se eles falarem sobre o assunto.

Ou seja, conversa vai, conversa vem, e a dupla Raimundão e Raimundinho pode estar indo por água na linda baía da Guanabara.

Lojistas passam lista em prol de José Roberto Celestino


E por falar em aliado, parece que a pré-candidatura de José Roberto Celestino vai ganhar nova força. É isso, mesmo. E, vale salientar, que força!

Mas é verdade, um grupo de lojistas do centro de Juazeiro, estão se mobilizando para colher assinaturas em prol da pré-candidatura de José Roberto Celestino. Eles querem um representante do setor no comando da cidade.

E a coisa não fica por ai. Eles devem marcar uma audiência com o governador Cid Gomes para entregar a lista de assinaturas e pedir o apoio a tese.

Olha dependendo da quantidade de assinaturas e, claro, de quem está assinando a lista, a intenção dos lojistas pode ganhar força e passar a ser uma dor de cabeça para Santana, que já contava com o apoio certo do PSB para sua reeleição.

Uma fonte dentro do movimento dos lojistas me confidenciou que a ação teria ganhado força depois do setor ter ouvido do Cid que teria seu apoio aquele que reunisse mais condições, inclusive com intenção de votos, ou seja, pesquisa.

É parece que a briga é longa e está apenas começando.

Pedro Borges pede cassação de Tarso Magno


O suplente de vereador Pedro Borges (PSDB), encaminhou ao presidente da Câmara Municipal de Juazeiro, o pedido de cassação do mandato do vereador Tarso Magno por infidelidade partidária. Só para lembrar, Tarso saiu do PSL para o PR.

É verdade, Tarso saiu do PSL, mas o PSL não saiu dele. Depois de ter, segundo informações de bastidores, problemas com o vereador e presidente da Câmara, José de Amélia Júnior, Tarso saiu do PSL e filiou-se ao PR, onde, provavelmente, terá mais espaço. É a chamada incompatibilidade de lideranças. Ou seja, o PSL ficou pequeno para tanta gente grande, principalmente, depois da entrada de Raimundinho, prefeito de Russas.

Agora, quanto a cassação, ela pode sim ser efetivada. Isso depende se foi a coligação ou o partido que pediu. Se foi a coligação o pedido não deve ser encaminhado; mas, se foi o partido que, teoricamente, exerce poder sobre o mandato, o cargo pode até ser considerado vago pelo próprio presidente da casa.

Agora vejam as voltas que o mundo dá, desafeto recente de Tarso, Zé Amélia pode agora ter o futuro do vereador nas mãos. Mas, em termos práticos, acredito que não dê em nada. Primeiro, porque José de Amélia Júnior tem demonstrado, nos últimos anos, ser um político que pensa no futuro e deve entender que o inimigo de hoje pode ser um aliado amanhã. Segundo, porque se o caso ficar a cargo da justiça o processo pode se arrastar por muito tempo e não dê tempo de julgá-lo até o fim deste mandato.

quarta-feira, 19 de outubro de 2011

Câmara acirra discussão e obstrui seção


A seção da Câmara Municipal de Juazeiro do Norte foi encerrada de forma repentina na tarde de ontem, por obstrução. Os vereadores não chegaram a votar projetos como o aumento do funcionalismo público e a convocação de servidores do último concurso, re-enviados pelo executivo municipal depois de veto do próprio prefeito. O ponto da discórdia entre situação e oposição foi a mensagem que trata da doação de terrenos, entre eles uma área de 30 mil metros quadrados a uma associação.

O que não ficou claro é quem obstruiu a seção, se os vereadores de oposição ou o presidente da casa José de Amélia Junior, já que, o presidente culpa a oposição e a oposição por sua vez culpa o presidente. A oposição afirmou que a intenção era obstruir somente a votação da doação dos terrenos.

Mas, é importante saber qual a sequência dos projetos na pauta. Caso fosse os terrenos era difícil votar o aumento dos servidores, pois, pela polêmica a pauta estaria trancada. Se fosse ao contrario, não se justifica ter encerrado a seção sem votar o benefício para os servidores. Sabemos que todos ali têm interesses pessoais e públicos, mas o que deve prevalecer num momento como essa é o interesse público.

Outro fato que deve ser considerado e observado é a disposição dos vereadores para o debate. Eles não podem deixar que as discussões descambem para o lado pessoal como fica claro na resposta de Ronaldo de Ronas Motos a Roberto Sampaio. A casa tem bem definida quem é situação e quem oposição e cada uma dessas forças vai tencionar da sua maneira para desestabilizar a outra. E isso deve ser bem compreendido como um tencionamento político e não pessoal. A discussão não deve sair do campo da política.

Investigar é um direito e, acima de tudo, um dever dos vereadores, independente de situação ou oposição, e para isso é necessário que eles conheçam bem o que vão votar. Portanto, mandar projeto em cima da hora para a casa votar é optar pelo acirramento entre as forças. E isso não é bom para a população. Veja-se, inclusive, essa votação pelo aumento dos servidores que foi prejudicada.

Só para lembrar alguns vereadores, e pegando um raciocínio do livro A Arte da Guerra, conhecer bem o adversário é o principio básico para se alcançar o objetivo desejado. Ou seja, é necessário cada um fazer a sua parte sem deixar de compreender as atitudes dos outros. Isso se chama maturidade política.

PRB muda de mãos no Ceará


Saiu na coluna Poder Online, do portal iG, que o governador do Ceará, Cid Gomes (PSB), recebeu, na segunda, do presidente nacional do PRB, Marcos Pereira, a informação de que a legenda mudará de comando no estado.

Isso mesmo, um grande aliado de Cid, o deputado estadual Maílson da Cruz, deve dar lugar ao empresário Miguel Dias, dono da TV Cidade, afiliada da Rede Record no Ceará. Miguel Dias, além de dono da emissora cearense é segundo suplente do senador Eunício Oliveira (PMDB).

Embora três dos quatro deputados estaduais do PRB do Ceará sejam ligados a Cid, o partido agora deve partir para uma política de centro no estado. O que pré-dispõe uma acordo para cada interesse do governo na Assembléia. Ou seja, mais uma dificuldade para Cid Gomes.

Em nível nacional, isso já pode ser analisado como a fase do pós José de Alencar que sempre segurou o partido na base do governo.

Numa análise preliminar podemos dizer que quem se fortalece com a decisão é o senador Eunício, já que, presume-se ter uma boa relação com o empresário que é seu suplente no senado. Eunício ganha munição na disputa a indicação ao governo do estado em 2014.

A grande dúvida está na relação do partido com a prefeita de Fortaleza, Luizianne Lins. Sua gestão tem sido atacada constantemente pela emissora de Miguel. E agora? O PRB vai seguir a emissora na oposição a Luizianne? Vamos esperar a postura da futura cúpula do partido.

terça-feira, 18 de outubro de 2011

Medicina e política: um vínculo entre duas profissões


Que bom se outras classes de trabalhadores participassem tão ativamente da política como os médicos. É impressionante a quantidade de profissionais da medicina que ingressam na carreira política.

Para se ter uma ideia, somente no Crajubar (Crato, Juazeiro e Barbalha), dos 10 pré-candidatos, 6 são médicos. Em Juazeiro, dos últimos 5 prefeitos, 4 são médicos. Isso para não falar do congresso.

Não é a toa que essa é uma das classes que menos faz greve. Seus interesses estão muito bem representados nas esferas do poder.

Com relação aos possíveis incentivadores de tamanha participação está, principalmente, a carência da população com relação a serviços básicos como saúde. Quando se está com a vida ameaçada por uma doença e o médico dá a solução para o problema, ele se transforma em salvador, o que acaba se transferindo para outros setores.

Mas, na verdade, o que deve ficar é o exemplo para que as outras classes vivam mais a política, afinal ela pertence a todos.

E neste dia 18 de outubro, nossos parabéns aos médicos políticos ou não, pelo seu dia, nas pessoas de profissionais como Manoel Santana, Danúbio Alves Pinto, Valdetário Brito, Franciberto Farias Ribeiro, Raimundo Macedo, Francimário, Manoel Salviano, Marcos Cunha, Mauro Sampaio, Herculano Silva, Arnon Bezerra, Giovanni Sampaio e muitos outros que na política ou no ofício continuam buscando o bem estar da população.

Câmara de Juazeiro discute recuperação do Rio Salgado


Aconteceu no último dia 17, segunda, na Câmara Municipal de Juazeiro, uma Audiência Pública para discutir a revitalização do Rio Salgado. A boa iniciativa foi do vereador Roberto Sampaio (PSB).

Mesmo com a pouca presença de setores da sociedade, a audiência foi importante para que se abra a discussão sobre o assunto. Com a presença de representantes da Cogerh e do ex-vereador e ex-secretário de meio ambiente de Juazeiro, Eraldo Oliveira, destacou-se a importância do rio para a região e do saneamento para setores como o aprendizado.

Além de afetar diretamente a educação e a saúde, a preservação do meio ambiente também está intimamente ligada a questão do desenvolvimento social e econômico. Hoje não podemos falar de um sem lembrar o outro.

É preciso pensar alternativas para desenvolver sem comprometer os recursos naturais. Em Juazeiro, por exemplo, temos indústrias que descartam metais pesados e restos de borrachas altamente poluentes. Pensar outro destino para esses materiais, que não sejam nossos rios ou lixões deve ser o desafio do poder público e sociedade organizada.

Nessas discussões, inclusive como uma alternativa de desenvolvimento econômico, não podemos deixar de lado o grande potencial turístico existente na região e que é pouco valorizado como diferencial de geração de emprego e renda e, o melhor, com baixíssimo índice de poluição.

No mais, é importante lembrar que o foco não deve ser salvar a natureza, afinal ela sobreviverá independente nós. O objetivo é preservar a vida humana.

PT vai montar patrulha virtual para próxima eleição


O PT nacional vai montar uma “patrulha virtual”. A ideia é treinar militantes para fazer propaganda e criticar a imprensa em sites de notícias e redes sociais como Twitter e Facebook. Para isso, o partido vai promover cursos e editar um “manual do tuiteiro petista”, com táticas para a guerrilha na internet. A ideia é recrutar a tropa a tempo de atuar nas eleições municipais de 2012.

Só acho que o PT deve ter cuidado com excessos. É inegável e, até, incontestável o poder da mídia constituída na formação da opinião brasileira. Brigar com ela não é um bom negócio.

Acredito que seria mais proveitoso se fosse veiculado por esse “exercito” a chamada agenda positiva. Sem se preocupar com quem fala mal ou denigre os políticos ou governos petistas. A boa informação e o descaso com relação as informações distorcidas, são mais eficientes que o ataque direto, afinal, quanto mais discussão mais notoriedade ganha um determinado assunto.

Outra coisa que não acho de bom tom é o uso dos termos “tropa”, “patrulha”, “guerrilha”, essas são palavras que já deixamos para traz há mais de 20 anos e não vale a pena ressuscitá-las no atual momento da política brasileira. É fora de compasso com a realidade que estamos vivendo.

PT encerra etapa dos encontros de pré-candidaturas



O último sábado, 15, foi de muita festa para os militantes e lideranças do PT. Dos três eventos marcados para fim de semana, dois aconteceram com grande presença de público.

O Juazeiro reuniu uma verdadeira multidão no auditório da URCA Crajudar. E o Crato também levou um grande número de participantes ao Palácio do Comércio. Já a Barbalha deixou de realizar o encontro pela ausência de Camilo Santana que está na Conferencia Mundial das Florestas.

No Juazeiro, a expectativa da presença de Roberto Celestino foi sanada bem antes do início do encontro. A ausência sentida e que, com certeza, traria um grande ganho político ao prefeito Manoel Santana, ficou por conta do deputado federal Manoel Salviano. O que não é surpresa já que, Salviano não costuma prestigiar outras siglas com a sua presença. Só para lembrar: ele também não compareceu ao encontro do PTB de Arnon Bezerra. Ou seja, a disputa pelo seu apoio continua aberta e sem previsão.

Já o Crato teve o maior ganho político do final de semana. O médico Marcos Cunha conseguiu reunir no evento do PT cratense, dois dos mais fortes pretensos candidatos a prefeitura, o deputado estadual Sineval Roque e o empresário Ronaldo Matos. Além dos dois, compareceram outras lideranças políticas, sociais e empresariais do município, como por exemplo, Laércio Vasconcelos e Justo Júnior.

Agora, a tendência é que os partidos deixem os fogos e confetes, para se dedicar as articulações que darão corpo as chapas. Ou seja, viveremos a partir de agora de muitas especulações, sucessos e frustrações. É esperar para ver o que acontece.

Orlando Silva: a bola da vez


É, parece que mais um ministro partirá para uma campanha municipal. Claro que a decisão é por livre e espontânea pressão. Isso mesmo é a faxina dos ministérios que parece não ter fim. Dessa vez Orlando Silva é a bola da vez.

A crise no Ministério do Esporte, denunciada pela revista VEJA, foi desencadeada pela acusação de um militante do PC do B que aponta o envolvimento do ministro num esquema de corrupção. O caso ainda teve mais repercussão no domingo, quando foi destacada pelo programa Fantástico da Rede Globo.

O governo já tratou de ouvir o ministro que, claro, jurou inocência. Mas, a verdade é que a grande maioria dos partidos de esquerda estão intimamente ligados a sindicatos, associações e ONGs que, nem sempre agem de boa fé. É a chamada “pilantropia”.

Se o ministro é culpado ou não, o tempo que, vale salientar, deve ser curto, vai mostrar. Mas uma coisa deve acontecer depois de tantos escândalos envolvendo ONGs. Elas devem ser prioridade daqui para frente para os órgãos fiscalizadores.

Supremo gasta 53 mil com carro blindado


A segurança pública parece preocupar tanto o Supremo Tribunal Federal (STF) que o poder alugou por 120 dias um carro blindado pela bagatela de R$ 435 ao dia. O custou total do serviço foi de R$ 53 mil.

Esse é um típico caso de má gestão da verba pública de que dispõe o Supremo. Não consigo entender o privilégio exagerado para os ministros se quem está morrendo ou sob ameaça são os Juízes que, vale salientar, estão na ponta do sistema.

Além do mais, decisões mal pensadas como essa deixam o STF sem sustentação moral para julgar casos de improbidade. Ou seja, é a velha máxima: faça o que eu digo, mas não faça o que eu faço!

sábado, 15 de outubro de 2011

PCdoB quer Inácio na prefeitura de Fortaleza


É, parece que realmente se concretiza as especulações vão se confirmar. O presidente do PCdoB de Fortaleza, Luis Carlos Paes, anunciou oficialmente que o partido quer o senador Inácio Arruda disputando a Prefeitura e Fortaleza.

Ele promete uma disputa de segundo turno e disse que todos os partidos da base aliada têm o direito de apresentar opção para a sucessão de Luizianne Lins.

Nesse caso especifico entre PT e PCdoB, vale lembrar que em 2004 Inácio tinha a preferência e Luizianne atropelou o acordo e foi a candidata num processo interno muito polemico e chegou a prefeitura de forma heróica. Ou seja, quem com ferro fere com ferro será ferido!

Promotores contra a fraude


Realmente a justiça eleitoral tem dado um banho de competência no trato firme e corajoso, no que diz respeito ao combate as fraudes eleitorais. Depois de cassar vários prefeitos no Ceará, agora os promotores querem evitar que fraudes aconteçam, agindo preventivamente.

Desta vez eles estão de olho no processo de alistamento eleitoral nas zonas eleitorais. Eles querem observar anomalias, como o crescimento anormal dos eleitores por município. A ordem é conferir se o total de transferência de eleitores ocorridos no ano de 2011 superou em mais de 10% às transferências de eleitores registradas no ano de 2010.

Ou seja, quando esse número cresce demais num curto espaço de tempo é porque existe uma possível fraude a vista. É o combate a velha prática de trazer eleitor de fora para complementar a votação de algumas legendas.

Está de parabéns a justiça eleitoral que, enquanto alguns políticos estão sem estimulo e sem garra, como disse o senador Pedro Simon (PMDB – RS), a justiça parece estar com o gás todo. Que continue assim.

sexta-feira, 14 de outubro de 2011

Por onde andam Gorete Pereira e Giovanni Sampaio


Eles estão sempre em evidencia quando o assunto é sucessão, formaram uma dupla na última eleição, mas agora parecem estar em stand by.

Juazeirense de nascimento, Gorete Pereira, ainda não conseguiu se firmar como liderança na terra do Padre Cícero. Ela está longe das discussões, mas deverá se pronunciar sobre a sucessão de Juazeiro. Por mais que exerça pouca liderança na cidade, deve ser consultada para apoios.

Já Giovanni Sampaio, com quem conversei nessa semana, disse preferir se pronunciar apenas em junho do próximo ano. Ele entende que é cedo demais para decidir sobre que direção tomar. Giovanni acha que muita coisa ainda deve acontecer e ele prefere esperar.

Isso para não falar que ele acabou de sair de uma eleição onde apoiou Cremilda, na cidade de Jardim, contra seu ex-aliado político e perdeu. Realmente é melhor pensar bem nas próximas escolhas.

Cargos de confiança só com a ficha limpa

O movimento pela aplicação da Ficha Limpa começa a tomar novos ares. Isso mesmo, agora as Câmaras de Vereadores e Assembléias Legislativas de quase todo o país se mobilizam para aprovar leis que proíbam prefeituras, governos estaduais e casas legislativas de contratar para cargos de confiança funcionários que tenham problemas com a Justiça.

A iniciativa é mais que justa, desde que, seja reafirmada pelo Supremo a proibição também para os políticos com a ficha suja, o exemplo deve vir de cima.

Mas, enquanto o resto do Brasil se movimenta pela ficha limpa para os cargos de confiança, parece que no Cariri a coisa passa despercebida. Pelo menos, até agora, não temos nenhum conhecimento do início dessa discussão nas Câmaras do Cariri.

É hora da população e a mídia da região exigir dos vereadores o início dessa discussão.

“Futrica na discussão da sucessão de Fortaleza”


Foi o que respondeu o deputado federal Guimarães (PT), depois da apresentação dos candidatos do PSB de Fortaleza que disputarão a próxima eleição. No encontro Ciro disse que o partido trabalha com a possibilidade de chapa própria para prefeito e lembrou o nome Roberto Cláudio como promissor.

Guimarães e Cid são os grandes articuladores da aliança que já dura 6 anos no Ceará e que é serve de base para a mesma aliança a nível nacional. Com certeza, eles não poriam em risco uma união tão importante a nível nacional, por não cumprir um acordo municipal. As tensões existem e são saudáveis, resta aos interessados e envolvidos agirem com tranquilidade para superarem o momento.

Acredito que a afirmação de Ciro é de cunho pessoal, claro, tomando como base as últimas afirmações do governador Cid. E a resposta do Guimarães ironizou a investida de Ciro.

quinta-feira, 13 de outubro de 2011

Outra marcha contra a corrupção


Bombou na internet, uma convocação aos brasileiros para que eles marchassem contra a corrupção. Poderia ser uma convocação normal se não fosse o seu autor um político. Isso mesmo a iniciativa foi do senador Pedro Simon (PMDB-RS).

Mas, o senador não participou do protesto. Segundo ele porque a caminhada foi apartidária e contra os políticos. Nas palavras do senador a classe política perdeu a garra e falta vontade para fazer as coisas que devem ser feitas.

Importante a iniciativa e, mais ainda, o desencargo de consciência do senador. Espero realmente que esses sejam sinais dos tempos. Tempos que possam trazer consigo uma sociedade mais consciente das suas responsabilidades políticas e sociais.

Toda manifestação é válida, mas não resolve o problema da corrupção. O que precisamos é de mais participação popular nos partidos e, consequentemente, nas esferas do poder.

Apenas para lembrar, corrupção se vence com voto consciente, fiscalização e punição severa. Mas enquanto isso não é possível, pintar a cara e ir as ruas já é alguma coisa.

Supremo na berlinda


Difícil a situação do Supremo Tribunal Federal, que deve julgar nesses dias os poderes do Conselho Nacional de Justiça, o CNJ, aquele que pune juízes, e a validade ou não da Lei da Ficha Limpa.

Com decisões desencontradas com os clamores da sociedade o Tribunal está diante de um momento muito delicado. Ou seja, ele precisa dar uma resposta a sociedade, mas manter suas convicções. Só para lembrar, manter os poderes da CNJ é garantir a isenção nas decisões dos magistrados brasileiros; e reafirmar a Lei da Ficha Limpa é dar um passo a frente no amadurecimento da nossa democracia.

Espero que os ministros não nos decepcionem, se não começaremos a pensar na possibilidade de mudar o sistema vitalício dos ministros do supremo. Ou seja, ou atente aos clamores do povo ou os trocamos também.

Dinâmica a política de Juazeiro

Realmente muito dinâmica essa política juazeirense. Raimundinho, o mais recente domiciliado de Juazeiro, pelo menos na justiça, já está sendo muito disputado para vice ou apoio nas chapas que deverão concorrer a prefeitura.

Além de Raimundo Macedo, que já o convidou, o prefeito Santana, também andou mantendo contato com Raimundinho para uma possível aliança. Segundo informações de bastidores, ele teria respondido que vai para onde se sentir independente.

Estaria esta disputa sendo incentivada pelo grande poder financeiro de Raimundinho? É bom aproveitar este artifício antes que o financiamento das campanhas se torne público.

Rolando os dados – Outro assunto que roda pelos bares e esquinas da cidade, onde se discute realmente a política, é por onde andam outros possíveis candidatos, como Salviano e Normando Soracles. Estariam eles deixando para detonar sua munição mais próximo da eleição?

Na verdade não! Salviano deve mesmo partir para apoiar Santana ou Arnon e Normando deve concorrer a uma cadeira no legislativo. É claro que isso pode mudar com a proximidade do pleito, a final, como já disse, muito dinâmica essa política.

terça-feira, 11 de outubro de 2011

Começa a corrida presidencial


Com a nova configuração política no Brasil, alguns partidos parecem estar bem preocupados. Um deles é o PSDB de FHC que colocou o ex-governador de Minas e atual senador, Aécio Neles, numa verdadeira panela de preção.

Ele assumiu a pré-candidatura para presidente, dizendo que, se for a vontade do partido, estará pronto para disputar com qualquer candidato do PT. O senador disse ainda que tem disposição para enfrentar Lula ou Dilma sem medo. Além disso, Aécio fez conjecturas sobre quem disputará com ele, que será uma luta do passado versos o futuro e ainda colocou na disputa nomes como José Serra e Geraldo Alckmin, de São Paulo, Marconi Perilo de Goias e Beto Richa do Paraná. Talvez ele esteja mesmo é entendendo que a essa altura qualquer candidatura e Kamikaze.

Mas, difícil mesmo é entender a atitude do PSDB e de Aécio. Estamos em plena articulação para as eleições municipais e o partido já assume o debate da sucessão presidencial. Das duas uma: ou o PSDB já abandonou a briga municipal, dando como perdida, e pretende ganhar tempo; ou, realmente, corre o risco de um esvaziamento em massa com a chegada de novas siglas.

O certo é que o anuncio é fora de hora e sem qualquer sentido, dando a real dimensão em que o partido se transformou, um verdadeiro Titanic. E salve-se quem puder.

Ninho socialista


A cidade de Jardim realizará uma plenária do Chamado Campo Democrático do PT, no próximo dia 16. O evento deve reunir delegações de pré-candidatos a prefeito e vereador de Mauriti, Milagres, Penaforte, Jati, Brejo Santo, Aurora, Barro e outras cidades do Cariri Leste.

Informações de bastidores dão conta de que o evento é pra fortalecer o convite do PT local para a adesão de forças como da recente candidata a prefeita derrotada da cidade Cremilda e seu grupo, hoje, pertencentes ao ninho tucano.

Mas a versão oficial diz que o encontro servirá para melhorar a organização, unificar o discurso e iniciar o planejamento do Campo Democrático no Cariri.

É o famoso: um olho na carne e outro no gato.

Senado sacudido


Parece, realmente, que o senado pretende dar o rumo das reformas no Brasil. Com relação a reforma administrativa do Senado, que a Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania deve votar ainda neste mês, deverá ter três pontos focais: redução das rotinas da Casa, remanejamento de servidores para ocupações mais necessárias e tornar o Senado mais ágil.

Isso é o que disse o senador Eunício Oliveira, presidente da Comissão, que foi ainda, foi enfático ao afirmar que o senado "precisa de uma sacudida".

É preciso identificar alguns pontos importantes nessa discussão. Primeiro, os funcionários não podem ver a reforma como uma ameaça aos seus cargos, ela deve vir para estimular os bons exemplos e corrigir problemas como a burocracia. Segundo, pelo que entendi não é pretensão da comissão sugerir demissões em massa, mas sim evitar que exista excesso de funcionários em lugares inadequados.

Ou seja, pelo que eu entendi do recado, o bom funcionário, principalmente, o de carreira, não deve se preocupar. Quanto aos cargos de indicação que incham o serviço público, esses devem procurar o que fazer ou se preparar para os próximos concursos.

E, na verdade, esse é o melhor caminho para o governo economizar e parar de falar em aumento de impostos. Nota dez ao senado!

segunda-feira, 10 de outubro de 2011

Balanço das últimas filiações no Cariri


Depois de muitas articulações dos partidos para as novas filiações, o panorama da próxima sucessão começa a ganhar contornos decisivos.

Na cidade de Barbalha como de costume, essas articulações em torno de possíveis nomes acontecem de forma mais comedida. A disputa para prefeitura deverá ficar mesmo entre o grupo do prefeito Zé Leite e o do ex-prefeito, Rommel Feijó. Mas a disputa do momento fica, na verdade, pela adesão do radialista João Ilário, também ex-prefeito. Acredito que antes da decisão de João Ilário que, ainda, tem ligação com a administração petista, exista uma vantagem para Zé Leite nesse instante.

Já o Crato está em plena efervescência. A princesa do Cariri conta com 5 nomes na disputa e desses 3 disputam a preferência do governador. Sineval Roque (PSB) leva vantagem. Mas, o empresário Ronaldo Matos (PMDB), também disputa a preferência, endossado pela força do PMDB de Eunício e seu projeto de expansão no Ceará. Já o médico Marcos Cunha se agarra, na forte aliança que levou Cid ao governo e na influência do deputado Guimarães junto ao governo.

Fora da disputa pelo apoio do governador, mas na corrida pela prefeitura estão o médico Valdetário Brito e o candidato do prefeito que, por acaso, não está definido. Sineval Roque começa a ganhar mais corpo na disputa, principalmente, com a articulação junto ao PSD que, hoje, tem a frente o presidente da Câmara Florisval Coriolano e filiou os empresários Laércio Vasconcelos e Justo Júnior.

A outra disputa no Crato é pelo apoio do ex-prefeito Walter Peixoto (Waltin), que segundo informações ainda reúne grande prestígio eleitoral. Ou seja, o sonho de consumo dos candidatos do Crato seria o apoio de Waltin e do Cid Gomes.

O Juazeiro é um verdadeiro caldeirão que a cada mexida muda o panorama. Também com 5 nomes colocados para a disputa, os mais destacados são os de Manoel Santana, atual prefeito, e do médico Raimundo Macedo. Aliados, na última eleição, nessa vez deverão, realmente, ficar de lados opostos.

Dr. Santana tem como ponto negativo o desgaste político sofrido pelo seu governo e a disputa interna no partido que, recentemente negou, entre outras, as filiações dos vereadores Ronaldo de Ronas Motos, Cleber Lavor, Delian e Darlan Lobo. Mas, a seu favor está o provável apoio do governador; a retomada da discussão com vários partidos da sua base aliada, como o PC do B, que a partir de novembro terá novo presidente; o bom discurso e a máquina que, jamais pode ser desprezada como força decisiva num processo como esse.

Raimundo Macedo tem a seu favor uma grande popularidade e um trabalho corrente que já agregou muitos grupos a sua base, como é o caso dos vereadores renegados pelo PT. A seu desfavor trabalham a o desgaste da sua última administração, ainda muito questionada e, com certeza, virá a tona, além da pouca capacidade de discurso.

Outros nomes como Arnon Bezerra, Alcymar Monteiro e o candidato saído da aliança entre PSTU e PSOL, ainda têm muito chão para se firmarem na disputa.

Mas como diz o adágio popular: “ainda tem muita água para passar embaixo da ponte”. E essa água deve trazer surpresas. O nome de Luiziane Alencar, esposa do empresário Tadeu da Cevema, pode aparecer mais a frente. O casal se filiou ao PP de Carlos Cruz e Adauto Bezerra. Carlos Cruz deixa nas entrelinhas que o nome de uma mulher seria uma boa opção para a disputa. E, claro, ele descartou o nome da sua filha, a deputada Ana Paula Cruz.

Então, estaria Carlos Cruz, prevendo um quadro parecido como o de 2000, quando Iris Tavares correu por fora e na reta final quase o desbancou? Não sei teríamos o mesmo apelo popular, mas é uma possibilidade a ser considerada.

domingo, 9 de outubro de 2011

Acabou sexta o primeiro round da eleição 2012


Isso mesmo, acabou sexta, 07, o prazo para mudança de partido ou domicílio eleitoral. Isso para quem pretende ser candidato em 2012.

Por enquanto os bastidores indicam calmaria com a maioria das expectativas, já efetivadas. Isso, é claro, que algumas surpresas ainda podem aparecer na segunda, 09, como é o caso de Camilo Santana que ainda tenta a indicação petista para sucessão de Fortaleza, mas noticias de bastidores não descartam a possibilidade dele ter voltado ao Cariri.

A surpresa da hora ficou por conta do vereador Bosco do PT de Caririaçu. Alias agora ex-PT. Ele se filiou ao PSD. Bosco há mais de um ano anunciou sua pré-candidatura a prefeito e parece não ter conseguido empolgar os filiados. Dizem inclusive que esse teria sido o motivo da saída. O certo é que Bosco saiu e não conseguiu levar ninguém. É, parece que o vereador foi com muita cede ao pote.

Mas a questão é: teria o PSD garantido legenda para o sonho de Bosco? Só o tempo nos dirá.

Depois desse primeiro round, a região já contabiliza mais de 10 prefeitáveis. São 5 no Crato, 5 no Juazeiro e 2 na Barbalha. Resta saber quem, há mais de um ano da eleição terá fôlego para chegar até o final. O certo que muitos nomes ainda surgirão e esta maratona deixará muitos coelhos pelo caminho.